O Pracinha de Rio Negro – RPC TV

O curta metragem da RPC TV conta um pouco a história do soldado Adir Jorge, que faleceu na Itália. Em Novembro do ano passado, o produtor Anderson Jader, foi homenageado na Casa do Expedicionário em Curitiba-PR, recebendo um diploma de Amigo da Casa.

Direção: Anderson Jader & Priscilla Miquilussi, Roteiro: Camilla Mageski. Elenco: Endrigo Mont Serrat, Luthero de almeida, Daniel Jorge, Rogério Jorge, Hélio Barbosa, Léa albuquerque, Juscelino Antunes, Camilla Mageski, Edi Fragoso, Patrick Montenegro e Ed Canedo

Making of: O Pracinha de Rio Negro

Abaixo, o video dos bastidores do filme: “O Pracinha de Rio Negro”, que foi exibido no “Casos e Causos” da RPC TV em 2010. Aqui vemos as cenas que simulam a Segunda Guerra Mundial, as batalhas entre os Pracinhas brasileiros da FEB (Força Expedicionária Brasileira) e os soldados Alemães na Italia. As Gravações Ocorreram no dia 31/07/2010 no Quartel General do Exército no Pinheirinho em Curitiba-Pr. Para execução das cenas contamos com o treinamento do SGT. Hoegen instrutor do curos de Guerra na Selva do Exército, 16 soldados da PE foram usados como figurantes e atores.

Foi ao ar no dia 24/10/10, depois de SOS Emergência, no quadro Casos e Causos da RPC, afiliada Rede Globo no Paraná.

Guilherme tem uma redação para apresentar na escola e mergulha nas lembranças do avô, Oswaldo, que de uma forma emocionante conta a história de seu irmão, Adir Jorge, um dos paranaenses representantes da Força Expedicionária Brasileira na Segunda Guerra Mundial.

Colaborador: Anderson Jader

jadaodasilva@hotmail.com


COMPARTILHE ESSE ARTIGO!

Facebook Twitter Email Plusone



VEJA ALGUNS ARTIGOS QUE POSSAM LHE INTERESSAR!

3 comentários

  1. isalete leal /

    Parabéns a todos os envlovidos na história é de levar qualquer pessoa as lágrimas.

  2. Maria do Socorro Sampaio M. de Barros /

    Agradeço a emocionante partilha dizendo: PARABÉNS!

  3. A história é linda, sem sombra de dúvidas mas, o cinema nacional não merece um mínimo de crédito…Produções televisivas são ainda piores

Deixar um comentário

WordPress Themes