Lançamento – Polícia do Exército: Sua História e Seus Valores

livr_foto_capa

A Polícia do Exército do Brasil nasceu por Decreto para compor a Força Expedicionária Brasileira em 1944. Não por acaso, essa força esteve presente em todas as operações, avanços e estacionamento das tropas brasileiras nos campos italianos. Sua atuação destacada foi determinada para o cumprimento das missões imposta a nossa FEB. Comandada pelo Tenente R/2 José Sabino Maciel Monteiro, posteriormente promovido a Capitão quando o Pelotão de Polícia passa a efetivo de Companhia.

A FEB e seus contingentes foram desmobilizados em território italiano. Suas unidades retornaram aos seus respectivos aquartelamentos no Brasil e seus integrantes foram desligados do serviço ativo, mesmo com a recomendação americana de se manter uma unidade treinada e de pronto emprego para qualquer tipo de ameaça externa. O Presidente Getúlio Vargas, com receio da utilização política em torno da continuidade da FEB, resolveu não deixar pedra sobre pedra. Os convocados voltaram para suas casas e os militares de carreiras foram enviados para o serviço em unidades militares distantes dos principais centros.

189

Pelotão da Polícia do Exército da FEB, que foi recrutada entre membros da Guarda Civil de São Paulo, que por ser muito rigorosa ficou conhecida como “nossa Gestapo”

Uma das poucas unidades militares que não foram desmobilizadas foi a Companhia de Polícia Militar da FEB, esta desembarcou seus últimos efetivos em novembro de 1945. No dia 15 de dezembro, o Capitão R/2 Sabino, depois de 14 meses em campanha à frente da Companhia de Polícia Militar da FEB, passou o comando da Companhia para o 1º Tenente Gaspar de Souza Brites. A Companhia de Polícia Militar, além de não ter sido desmobilizada, passou a ser designada como 1ª Companhia de Polícia da 1ª Região Militar, conforme consta nas alterações do Capitão Sabino assinadas em 29 de abril de 1946.

cordeiro

Francisco Miranda (autor do livro) e o seu pai, Cordeiro.

O General Zenóbio da Costa assume o comando da 1ª Região Militar, sensibilizando ao Alto Comando do Exército para a continuidade da Companhia de Polícia Militar, dada a experiência dessa tropa na Campanha da Itália. A Companhia permanece ativa e acantonada e muda sua designação para Companhia de Polícia da 1ª Região Militar. Posteriormente, em 11 de junho de 1946, a Companhia de Polícia Militar, vai para nova sede na Vila Militar, nas instalações da antiga Escola de Estado-Maior, situada a Rua Barão de Mesquita, em conjunto com a 1ª Companhia Leve de Manutenção. Essa é a gênese da Polícia do Exército do Brasil. Apenas em 1947, inicia-se o processo de transformação e valorização dessa tropa em tempos de paz.

Os expoentes da Polícia do Exército

Podemos afirmar que, na concepção da Polícia do Exército até 1946, dois verdadeiros soldados possuem a primazia da sua gênese. O primeiro Comandante de uma Companhia de Polícia do Exército, Capitão R/2 José Sabino Maciel Monteiro, forjou a imagem do Policial competente e cumpridora de missão no mais elevado padrão. Foi o primeiro comandante da Companhia de Polícia do Exército em tempos de guerra e de paz, assumindo o comando de um Pelotão de Polícia Militar em plena campanha bélica, em outubro de 1944, passando o comando já no Brasil sob a égide da paz em 15 de dezembro de 1945. Seus feitos e sua figura histórica são inquestionáveis, embasados em farta documentação da FEB.

desfile_1954_02

Desfile do 1º BPE na Av Rio Branco no Rio de Janeiro em 1954

Também coube ao General Euclydes Zenóbio da Costa, o papel de elevar a Polícia do Exército ao patamar operacional e às funções que a conhecemos até os dias de hoje. Sem sua sensibilidade e sua experiência, o Exército estaria enfadado aos mesmos erros, como quando não deu continuidade a Polícia de Acampamento, criada pelo Patrono Duque Caxias e esquecida após a Guerra do Paraguai. Graças ao grande patrono da Polícia do Exército do Brasil, a PE é parte integrante de uma elite militar inquestionável por mais de 70 anos.

frase

Estes dois homens, cada um em suas funções, prestaram um serviço inestimável ao seu País, além dos sacrifícios na guerra, proporcionaram a formação da Polícia do Exército do Brasil.

LANÇAMENTO DO LIVRO: POLÍCIA DO EXÉRCITO: SUA HISTÓRIA E SEUS VALORES

Data: Sab, 07/03/2015
Hora: 19h
Local: Forte do Brum, Recife
Traje: Esporte fino

Entrada Franca

Vendas pelos e-mails:

francismiranda28@gmail.com

policiaexercitohistoria@gmail.com


COMPARTILHE ESSE ARTIGO!

Facebook Twitter Email Plusone



VEJA ALGUNS ARTIGOS QUE POSSAM LHE INTERESSAR!

6 comentários

  1. EDUARDO PELIZZUDA DE OLIVEIRA /

    Prezados,

    Parabéns pelo trabalho apresentado.
    Tive orgulho e satisfação de servir no glorioso 2º BPE em 1977, quando o Batalhão era na Av. Abílio Soares – Ibirapuera.Lá aprendi o que é disciplina, amor a pátria e o respeito e admiração pela farda verde oliva. Brasil acima de tudo!

  2. Rose ventura /

    Querido Eduardo parabéns whatsap e 15981524250

  3. Rose ventura /

    Eduardo parabéns lembro me desta data inesquecível 15981624250

  4. Carlos (SD Carlos) 5BI 1988 /

    Prezado e Querido Tenente Pelizzuda.
    O senhor será minha referência por toda a vida, desde que o conheci no quinto Batalhão, em Lorena, em 1988.
    Seus ensinamentos nao foram em vão ..eu é minha família seremos gratos por toda a vida!
    Infá ….selvá…!!!

  5. Hercules Cerullo /

    Amigos de 1995 2º BPE Abílio Soares

    Vamos tentar reunir o 2º Pelotão?
    Pontes, Dualibi, Lorenção……

    Hercules Cerullo

  6. Hercules Cerullo /

    Desculpem…. Amigos de 1975

Deixar um comentário

WordPress Themes