Heróis Esquecidos: Os Heróis do 6º RI – O Regimento Ipiranga

6 RI

O 6º Regimento de Infantaria – Regimento Ipiranga, sediado em Caçapava (SP) foi uma das mais destacadas unidades da FEB. Atualmente essa unidade militar continua sendo conhecida como Regimento Ipiranga, embora tenha sido transformada em 6º Batalhão de Infantaria Leve pela Portaria Ministerial Reservada n.º 024, de 19 de junho de 1995.

Foram muitas as situações de perigo enfrentadas pelas unidades que compunham o 6º RI durante a campanha da Itália, uma delas enfrentada pelo 3º Batalhão em 09 de janeiro de 1945. Era inverno, o frio era cortante e a neve caia. As posições ocupadas pelo 3º Batalhão vinham sendo castigadas pelo intenso fogo de artilharia alemão. Os alemães tinham conseguido abrir uma brecha nas linhas brasileiras e o corpo-a-corpo era iminente. A situação era de vida ou morte e uma reação se tornava necessária até como instinto de preservação da vida.

Surgiram então bravos compatriotas nossos que não só lutaram com bravura como também incentivavam os companheiros ao combate. Os alemães teriam que ser rechaçados – O Tenente Ubirajara que comandava um dos pelotões foi um desses homens. De arma na mão combatia e percorria as posições incentivando o pessoal a luta. Outro desses bravos foi o Tenente Gerson Machado Pires que avançava com seus homens dando combate sem trégua ao inimigo. Entre os comandados do Ten Gerson estava o Sargento Alcir Gomes Filho, um dos mais destemidos combatentes neste episódio que mesmo tendo sido ferido seguia combatendo. O Cabo Benedito de Souza Monteiro varria o inimigo com sua metralhadora que disparava sem cessar. Um espírito de luta sem precedentes tinha tomado conta de nossos homens.

E o combate prosseguia com os brasileiros avançando. Diante do fogo de nossa artilharia que também entrava em ação os alemães bateram em retirada e vários deles foram feitos prisioneiros. Nesse dia o 6º RI escreveu uma página de glória no campo de batalha.

Colaborador: Marcus Vinicius de Lima Arantes

mv-arantes@uol.com.br

Fonte e ilustração: Coleção de Aventuras Nº 12 / Ed. Garimar – Adaptação pelo autor.

Veja também:

Série Heróis Esquecidos: Sd João Moreira Alberto – 6º RI

Série Heróis Esquecidos: Sd Alberto Rossi – 6º RI

Série Heróis Esquecidos: Sd Abonilo Amaro de Melo – 1º RI

Série Heróis Esquecidos: Sd Humberto Alves Nogueira – 11º RI

Série Heróis Esquecidos: Sd Arlindo Tavares Pontes – 1º RI

Série Heróis Esquecidos: Sg Nilo de Morais Pinheiro – 11º RI

Série Heróis Esquecidos: Sg Max Wolf Filho – 11º RI

Série Heróis Esquecidos: Sg José Fonseca e Silva – 11º RI

Série Heróis Esquecidos: Sd Júlio Nicolau – 11º RI

Série Heróis Esquecidos: Sd João Nunes – 1º RI

Série: Heróis Esquecidos – Sd Olavo Soares do Amaral

Série Heróis Esquecidos: Soldado José Varela‏

Série Heróis Esquecidos – Tenente Deschamps


COMPARTILHE ESSE ARTIGO!

Facebook Twitter Email Plusone



VEJA ALGUNS ARTIGOS QUE POSSAM LHE INTERESSAR!

7 comentários

  1. Flavio Werneck /

    Senhores, parabéns pelo Site. Estou pesquisando sobre meu tio MANOEL COLLARES CHAVES FILHO que pertencia ao III Batalhão do 6o.R.I. (Btl. Silvino Castor da Nóbrega) e lutou em tôda a Campanha Italiana. Os Srs.possuem alguma referência dele ou sabem algo sobre a participação dele no Conflito. Desde já agradeço qualquer informação. Cordialmente. Flavio Werneck.

  2. shambruno /

    então ligue para o Tel 22401333 e fale com o Tenente Alexandre sobre isso ou, se tiver oportunidade, compareça lá no Monumento
    dos pracinhas no RJ Fique com meu e-mail – germanoamerico@uol.com.br e comuique-se comigo quando quiser

  3. Telma Mattos /

    Meu querido e saudoso pai tambem era FEBiano….de Cacapava-SP lembro-me muito bem quando chegavam os pracinhas….muitos fogos….desfile…e festa no quartel…muitas saudades daqueles tempos.

  4. manoel vettorello /

    eu encontrei na rua aqui em rondonopolis mt….o senhor jose barbosa e gravei um video no qual ele relata a sua participaçao na guerra onde foi ferido…soldado jose barbosa….caso alguem tem interesse

  5. Marcelo D. Thomaz /

    Um desses combatentes era primo do meu pai, Sd Cesario Aguiar que caiu em combate. Gostaria de saber se possuem alguma referência sobre ele no nos combates.
    Desde já agradeço

    Att.
    Marcelo D.Thomaz

  6. Edemilson Vitoriano /

    Alguem sabe mais informações sobre o Sd Francisco Vitoriano do 6° RI, morto em combate na 2° guerra?

  7. Aristoteles Santos Ayres /

    Os Heróis esquecidos da nossa Pátria.

    Meu pai-Benedito Ayres Filho sargento e depois promovido a 2 Tenente – serviu no 6 Batalhão de Caçapava e foi condecorado com a Cruz de Combate de 1 classe. Uma de suas incumbências foi a de ir até o Quartel
    General da 148 divisão Alemã -temida pelos seus feitos no deserto da África do Norte a famosa África Korps e ocupa-lo,
    , porque no dia seguinte o general faria a rendição -composta por mais de 15000 soldados-Foi em transporte de caminhão GMC que meu pai e seu pelotão se dirigiram até a unidade. Ele contou que entra as muitos coisas que viu ,chamou sua atenção ,dois buracos grandes feitos no chão ondes os soldados alemães tiravam peças de suas armas e jogavam nele,um maior e que em outro menor,jogavam suas medalhas.Comentou que no dia seguinte os soldados alemães chegaram marchando e cantando sob o comando de um General e fizeram oficialmente a rendição ao exercito brasileiro .
    Infelizmente estes eventos não são comentados para a população da Nação . O nosso exército corajosamente lutou por todos os cantos da Itália e particularmente com esta divisão alemã, temida pelos seus feitos na Africa sob o comando do General Von Rommel. Voltavam para a Alemanha, sem os feitos realizados nos desertos da África,mas ainda eram temidos e cruzaram com nosso exército,e em lutas ferrenhas vieram a se render. Após sua rendição os militares alemães ficaram surpresos com a pequena quantidade de nossos soldados e a sua garra nos combates.
    Muito me entristece ao ver que jogadores de futebol, artistas e escritores são ovacionados pela população, com todo o valor que eles possuem, mas esqueceram de nossos heróis anônimos que deram a vida pela nossa Patria nos campos de batalha da Itália. Um povo que não cultiva seus heróis apaga a história de seu país e ficam sem identidade.

Deixar um comentário

Weboy