Concurso de Monografias – Prêmio Mal. Mascarenhas de Moraes

I Concurso de Monografias sobre a Força Expedicionária Brasileira – FEB – Prêmio Marechal Mascarenhas de Moraes

Concurso de Monografias

Com apoio da TECNOLACH, a CASA DA FEB instituiu o “I Concurso de Monografias sobre a Força Expedicionária Brasileira – FEB – Prêmio Marechal Mascarenhas de Moraes, que visa estimular a produção intelectual dos estudantes de cursos superiores no Brasil, sobre a temática da participação brasileira na 2ª Guerra Mundial.

Os trabalhos serão aceitos até as 17:00 horas do dia 01 de outubro de 2012;

A Comissão julgadora do será presidida pelo Presidente da ANVFEB Gen. Div. Marcio Rosendo e composta pelos Diretores Israel Blajberg, João Henrique Barone e Vet Israel Rosenthal.

O julgamento dos trabalhos dar-se-á até o dia 01 de novembro de 2012.

As premiações constarão de importâncias em dinheiro, publicação dos melhores trabalhos em sinopse de 6 (seis) páginas na Revista O Febiano, edição 2013; condecoração com a “Medalha do Mérito Febiano” e exemplares do Livro CRUZEIRO DO SUL.

 

EDITAL

 

CONCURSO DE MONOGRAFIAS

Sobre a Força Expedicionária Brasileira – FEB

Art. 1º. Pelo presente edital fica instituído o “I Concurso de Monografias sobre a Força Expedicionaria Brasileira – FEB – Prêmio Marechal Mascarenhas de Moraes, que visa estimular a produção intelectual dos estudantes de cursos superiores no Brasil, sobre a temática da participação brasileira na 2ª Guerra Mundial.

DAS MONOGRAFIAS

Art. 2º. As monografias deverão versar, obrigatoriamente, sobre as histórias da FEB – Força Expedicionária Brasileira, FAB – Força Aérea Brasileira, Marinha do Brasil e a Marinha Mercante, abordando qualquer tema ou sub-ramo à matéria mencionada no Art. 1º, o que inclui, entre outros, aspectos relacionados com as repercussões da participação militar do Brasil na II Guerra Mundial na sociedade civil brasileira, na política nacional e internacional do Brasil, na mídia na economia nacional.

Art. 3°. Os trabalhos deverão ser integralmente inéditos e originais, sendo por isso vedado a inscrição de trabalho já publicado parcial ou integralmente em qualquer tipo de mídia, no Brasil ou no Exterior.

Art. 4°. Somente poderão participar individualmente estudantes regularmente matriculados em cursos de graduação ou pós-graduação no Brasil ou no Exterior, não sendo aceita co-autoria.

Art. 5°. O trabalho deverá obedecer aos seguintes critérios de extensão e de apresentação:

I- Extensão de, no mínimo, 25 (vinte e cinco) e no máximo 50 (cinquenta) laudas, em papel branco tamanho A4, digitadas em editor de texto Word, com fonte Times New Roman, estilo normal, tamanho 12, em espaço duplo.

II- Apresentação na seguinte ordem:

1ª página: folha de rosto contendo o título do trabalho e o pseudônimo do autor.

2ª página: início do conteúdo do trabalho, com a contagem de laudas para efeito do limite do item I.

§1º. Deverão ser observadas a norma gramatical brasileira e as regras da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas).

§2º. Deve o trabalho ser apresentado em 03 vias impressas, que serão distribuídas aos membros da Comissão Julgadora.

§3º. O candidato deverá apresentar um envelope lacrado contendo a identificação do autor, comprovação da condição de estudante e um CD com o conteúdo da monografia, devendo constar, na parte externa, unicamente o título do trabalho e o pseudônimo do autor.

§4º. São partes constituintes obrigatórias do trabalho o índice e a bibliografia utilizada, não sendo computadas tais páginas como conteúdo.

DAS INSCRIÇÕES:

Art. 6°. A inscrição no concurso é gratuita e será efetivada mediante a apresentação do trabalho, podendo ser feita das seguintes formas:

I – mediante a entrega pessoal na secretaria da ANVFEB até as 17:00 horas do dia 01 de outubro de 2012;

II – Através do envio, pelos correios, via correspondência registrada, para o endereço da ANVFEB – Rua das Marrecas 35 – Rio, postada até a data acima.

DO JULGAMENTO

Art. 7°. A Comissão julgadora do “I Concurso de Monografias sobre a Força Expedicionária Brasileira – FEB – Prêmio Marechal Mascarenhas de Moraes” será presidida pelo Presidente da ANVFEB Gen. Div. Marcio Rosendo e composta pelos Diretores Israel Blajberg, João Henrique Barone e Vet Israel Rosenthal.

§1°. A Comissão Julgadora levará em consideração o potencial intelectual, originalidade, forma de abordagem, bibliografia utilizada e apresentação do trabalho.

§2°. A Comissão Julgadora é soberana em suas decisões, das quais não caberão quaisquer recursos.

§3º. O julgamento do trabalho dar-se-á até o dia 01 de novembro de 2012, devendo ser divulgada ato contínuo.

DA PREMIAÇÃO

Art. 8°. Aos vencedores do “I Concurso de Monografias sobre a Força Expedicionária Brasileira – FEB – Prêmio Marechal Mascarenhas de Moraes” serão atribuídos os seguintes prêmios:

I – Ao PRIMEIRO colocado:

a importância de R$1.500,00 (hum mil e quinhentos reais);
a publicação do trabalho em sinopse de 6 (seis) páginas na Revista O Febiano, edição 2013;
condecoração com a “Medalha do Mérito Febiano”.
01 (um) exemplar do Livro CRUZEIRO DO SUL.

II – Ao SEGUNDO colocado:

a importância de R$1.000,00 (hum mil reais);
a publicação do trabalho em sinopse de 4 (quatro) páginas na Revista O Febiano, edição 2013;
condecoração com a “Medalha do Mérito Febiano”.
01 (um) exemplar do Livro CRUZEIRO DO SUL.

II – Ao TERCEIRO colocado:

a importância de R$ 500,00 (quinhentos reais);
a publicação do trabalho em sinopse de 4 (quatro) páginas na Revista O Febiano, edição 2013;
condecoração com a “Medalha do Mérito Febiano”.
01 (um) exemplar do Livro CRUZEIRO DO SUL.

Art. 9°. Serão confeccionados e entregues aos vencedores certificados da premiação correspondente, com assinatura do Presidente da ANVFEB e da Comissão Julgadora, para efeito de título de valor intelectual.

Art. 10. A entrega da premiação ocorrerá no encerramento do “II Ciclo de Encontros FEBianos 2012”, a ser realizada em 22 novembro de 2012 na ANVFEB – Rio.

DISPOSIÇÕES FINAIS

Art. 11. Quaisquer questões relacionadas com o presente edital deverão ser dirimidas pela Comissão Julgadora dos trabalhos do concurso, vedada a delegação de tal competência para qualquer outro órgão, de qualquer natureza.

 

 

Casa da FEB, Rio de Janeiro, 08 de maio de 2012

67º. Aniversário do Dia da Vitória Aliada na Europa

A Comissão Julgadora

Informações:   anvfeb@uol.com.br


COMPARTILHE ESSE ARTIGO!

Facebook Twitter Email Plusone



VEJA ALGUNS ARTIGOS QUE POSSAM LHE INTERESSAR!

Deixar um comentário

WordPress Themes