Veterano Genésio Stefanello – V Escalão

Nasceu no dia 12 de maio de 1921 em Vale Veneto (distrito de Dona Francisca-RS). Incorporou no quartel de Cachoeira do Sul no dia 13 de setembro de 1943 e, em dezembro de 1944, foi convocado para a Segunda Guerra Mundial.

No dia 19 de dezembro partiu de trem de Santa Maria até Porto  Alegre, juntamente com os demais soldados. Chegando lá recebeu a ordem para que aguardassem  uma nova data pra  embarque de trem de Santa Maria até São  Paulo, com baldeação rumo ao Rio de Janeiro.

No dia 8 de fevereiro de 1945, embarcou com os demais companheiros no navio até o Rio de Janeiro, permanecendo um dia ancorado, viajando depois por 14 dias, chegando ao porto de Nápoles no dia 22 de fevereiro. Seguiu até o porto de Livorno, e ao anoitecer, no acampamento Staffoli em meio à floresta.
Fez parte do V Escalão com 5082 soldados. Permaneceu na linha de frente com a função de municiador. Após o fim da guerra, permaneceu por mais 60 dias.

“…Ele sempre relatou que foram dias terríveis, vendo companheiros feridos e tombados, pavor, com pouco preparo de nossa tropa e muitas adversidades, com temperaturas baixas. Escondia-se em furnas para livrar-se dos ataques inimigos. Sempre compartilhou com a família que foram momentos de muitas saudades, mas que foram bem tratados e alimentados…”

 

No dia 6 de julho embarcou de volta, chegando ao Rio de Janeiro no dia 18 de julho de 1945.

Genesio Stefanello, hoje com 91 anos, continua participando dos Encontros Nacionais das ANVFEB. Leva consigo as lembranças vivas e sente muitto orgulho em compartilhar suas experiências aos familiares.

“…O dever de defender a PÁTRIA falou mais alto e venceu todos os obstáculos. Sinto-me feliz por ter cumprido meu dever em defesa da PÁTRIA…”

 

Colaboradora: Eneida Salvador


COMPARTILHE ESSE ARTIGO!

Facebook Twitter Email Plusone



VEJA ALGUNS ARTIGOS QUE POSSAM LHE INTERESSAR!

4 comentários

  1. altro esempio di prachinas di chiare origini italiane arrivato in italia a conbattere per la liberazione della terra dei suoi nonni.

  2. eles fez a parte dele resta me agradeser! obrigado

  3. Henrique Marcelino /

    O que fica é um eterno sentimento de gratidão…
    Obrigado!

  4. Gilberto Zaia /

    Família, sou neto de Luiz Stefanello e Irina zabel Stefanello

    Luiz – Ano 1900. Cordeiropolis SP.

Deixar um comentário

Free WordPress Theme