Série Heróis Esquecidos: 1º Ten Av Rui Moreira Lima

Rui

1º Grupo de Aviação de Caça

Rui Moreira Lima era filho do Desembargador Bento Moreira Lima, homem probo, de reputação ilibada, que se orgulhava de nunca ter tido uma única sentença por ele proferida reformada pela Instância Superior. Na época em que era cadete, Rui recebeu de seu pai, que à época era Juiz de Direito da comarca de Caxias (MA), uma carta datada de 31 de março de 1939 que começa assim:

Rui,
És cadete, amanhã, depois, mais tarde… general. Agora deves dobrar os teus esforços, estudar muito… Obediência aos teus superiores, lealdade aos teus companheiros, dignidade no desempenho do que te for confiado, atitudes justas e nunca arbitrárias. Sê um patriota verdadeiro e não te esqueças de que a força somente deve ser empregada ao serviço do Direito. O povo desarmado merece o respeito das forças armadas. Estas não devem esquecer que é este povo que deve inspirá-las nos momentos graves e decisivos. Nos momentos de loucura coletiva deves ser prudente, não atentando contra a vida dos teus concidadãos. O soldado não pode ser covarde e nem fanfarrão. A honra é para ele um imperativo e nunca deve ser mal compreendida. (…)

O que Rui Moreira Lima dizia era que essa carta o norteou pelo resto de sua vida. Ele foi um dos pilotos componentes do 1º Grupo de Aviação de Caça (1º GAvC) que durante oito meses — de outubro de 44 a maio de 45 — executou 445 missões ofensivas nos céus da Itália durante a Segunda Guerra Mundial.

O 1º GAvC compôs com a FEB o contingente brasileiro na guerra, tendo sido o Brasil o único país sul-americano a enviar tropas para a Europa, contribuindo de maneira decisiva para o triunfo dos aliados.

Rui foi piloto da esquadrilha verde do 1° GAvCa. Durante o período que esteve combatendo foi um dos pilotos que executaram o maior número de missões – foram 94 ao todo, contra alvos nazistas (locomotivas, depósitos de combustíveis e munições, veículos militares, pontes, etc). Sua primeira missão aconteceu em 6 de novembro de 1944 e a última em 1 de maio de 1945.

Por suas ações na guerra recebeu as seguintes condecorações – Cruz de Aviação, Medalha da Campanha da Itália, Presidential Unit Citation (coletiva) e Medalha de Campanha do Atlântico Sul. De volta ao Brasil, Rui prosseguiu em sua carreira militar e quando era coronel e comandante da Base Aérea de Santa Cruz, foi preso por ser contra o golpe militar de 1964. Rui sempre justificou essa sua posição pelo cumprimento das orientações constantes na carta do seu pai recebida em 1939.

É o autor do livro SENTA A PUA!, no qual conta as histórias do 1º GAvC  no teatro de operações na Itália. Posteriormente, o livro ganhou uma versão em documentário, com o mesmo nome. Em um outro livro, O DIÁRIO DE GUERRA (Editora Adler, 2008), ele narra com detalhes todas as ocorrências desde sua primeira missão de guerra até a última.

O Major-Brigadeiro Rui Moreira Lima faleceu aos 94 anos de idade no Rio de Janeiro em 13 de agosto de 2013.

Colaborador: Marcus Vinicius de Lima Arantes (mv-arantes@uol.com.br)
Fontes: Anotações Pessoais / Senta a Pua (Rui Moreira Lima) / Torpedo, o Terror no Atlântico (Marcus Vinicius de Lima Arantes)

Veja também:

Série Heróis Esquecidos: Sd João Moreira Alberto – 6º RI

Série Heróis Esquecidos: Sd Alberto Rossi – 6º RI

Série Heróis Esquecidos: Sd Abonilo Amaro de Melo – 1º RI

Série Heróis Esquecidos: Sd Humberto Alves Nogueira – 11º RI

Série Heróis Esquecidos: Sd Arlindo Tavares Pontes – 1º RI

Série Heróis Esquecidos: Sg Nilo de Morais Pinheiro – 11º RI

Série Heróis Esquecidos: Sg Max Wolf Filho – 11º RI

Série Heróis Esquecidos: Sg José Fonseca e Silva – 11º RI

Série Heróis Esquecidos: Sd Júlio Nicolau – 11º RI

Série Heróis Esquecidos: Sd João Nunes – 1º RI

Série: Heróis Esquecidos – Sd Olavo Soares do Amaral

Série Heróis Esquecidos: Soldado José Varela‏

Série Heróis Esquecidos – Tenente Deschamps


COMPARTILHE ESSE ARTIGO!

Facebook Twitter Email Plusone



VEJA ALGUNS ARTIGOS QUE POSSAM LHE INTERESSAR!

Deixar um comentário

WordPress主题