Sd Genuíno de Albuquerque Bezerra Filho

Unidade: Regimento Sampaio


Data de Praça: 8-I-1943

Inclusão no Corpo: 16-III-1944

Identidade: 176462

Gab.: G 1

3072

Posto: Soldado

Função: Volteador

Filho do Major PM-PB Genuíno de Albuquerque Bezerra – que notabilizou-se na luta contra o cangaceirismo no nordeste, em especial no estado da Paraíba, vindo a ser subcomandante da Polícia Militar e diversas vezes ajudante de ordens do Governador, além de prefeito interventor em diversos municípios daquele estado – e de Dª Maria do Carmo Ribeiro Bezerra, nasceu a 21/10/1921 em Piancó, estado da Paraíba, solteiro, com especialidade de volteador, cor branca, cabelos castanhos claros, olhos castanhos, 1,76m de altura.

Obteve, por partes dos colegas, o apelido carinhoso de Timoshenko – Semyon Timoshenko foi um famoso Marechal da União Soviética, um dos poucos a escapar do “Grande Expurgo” feito por Stálin no Exército Vermelho -, devido a seus  ímpeto e  bravura, bem como porte físico.

Em 20 de setembro de 1944, embarcou com o Regimento Sampaio no Porto do Rio de Janeiro, armazém  nº 11, no navio de transporte de tropas pertencente à Marinha de Guerra dos EEUU “U.S. General W. A. Mann”  com destino ao teatro de operações da Europa, na guerra contra a Alemanha.

A 6 de outubro de 1944, a bordo do  “U.S. General W. A.  Mann” chegou às 8 horas com o Regimento Sampaio ao porto de Nápoles, continuando, porém, de ordem superior, embarcado durante a permanência no referido porto.

A 16 foi público haver chegado, no dia 12 do corrente, às 16 horas ao acampamento na Região de Vichie (Oeste de Pisa).  A partida de Nápoles deu-se às 16 horas do dia 9 do corrente, em barcos transportes do tipo LCI pertencentes à Marinha de Guerra dos E.U. da América do Norte.

Em 29 de novembro de 1944 tomou parte no ataque ao Monte Castelo, como elemento  à disposição da 1ª DIE;  passando, a  6 de dezembro  à  disposição do Cmt. do 6º RI, para ser empregado no sub-setor Norte.

A 9 de dezembro foi baixado ao 16th. Evacuation Hospital (Pistoia) por outros motivos.

A 18, teve alta do Hospital.

Em 21/12/1944 entrou em linha com o RI no Sub-Setor Centro.

Em 22/12/1944 substituíu com o Iº Batalhão os elementos do Esquadrão de Reconhecimento.

No período compreendido entre 22/12/1944 a 24/12/1944 manteve-se no Batalhão

A 25, baixou ao Hospital, por doença comum.

A 31 de dezembro de 1944, foi transferido para o 7th. Station Hospital.

Em 26 de fevereiro de 1945, foi público ter sido evacuado para o Brasil, por via marítima, no dia 16 do corrente, sendo em conseqüência excluído do estado efetivo do RI Btl. e 1ª Cia. Na mesma data foi público que em inspeção de saúde a que foi submetido para efeito de evacuação, teve o seguinte parecer: Incapaz temporariamente para o serviço do Exército. Convém ser evacuado para a zona interior. Pode viajar por qualquer via. A doença não foi adquirida ao serviço da FEB, mas agravada pelas influências da campanha.”

Na verdade, a doença foi diagnosticada como neurose de guerra, conforme noticiou o jornal “Diário de Notícias”, de 13 de março de 1946, oriunda de ferimento provocado por explosão de granada, quando em combate.

Colaborador: Ugo Bezerra


COMPARTILHE ESSE ARTIGO!

Facebook Twitter Email Plusone



VEJA ALGUNS ARTIGOS QUE POSSAM LHE INTERESSAR!

1 comentário

  1. Maria do Socorro Sampaio M. de Barros /

    Parabéns Hugo por seu incentivo em partilhar conosco a história do Genuíno, afinal foram dois tios seus na FEB.

    Abraços

Deixar um comentário

Weboy