Retorno dos Heróis Mortos – 50 anos

Há 50 anos atrás, em 22 de dezembro de 1960, a cidade do Rio de Janeiro presenciou o retorno dos restos mortais dos heróis tombados durante a Campanha da Itália na Segunda Guerra Mundial. As 462 pequenas caixas de zinco e madeira chegaram ao recém-inaugurado Monumento Nacional aos Mortos da II Guerra Mundial (Monumento aos Pracinhas).

A cerimônia de recepção parou o centro da cidade e a população prestou espontâneas homenagens, chuvas de papel caíam dos edifícios. O cortejo partiu do Palácio Tiradentes rumo a Avenida Rio Branco. O silêncio da multidão era quebrada pela batida do surdo que ecoava pelas ruas. As urnas foram cobertas por pequenas bandeiras brasileiras e carregadas por: veteranos de guerra, militares da ativa, da reserva, viúvas e familiares dos falecidos. As esquadrilhas da aeronáutica sobrevoavam o cortejo e ao fundo ouvia-se canhões das peças da artilharia. Numerosas guarnições das três Forças Armadas prestavam continência junto com representações militares de países amigos.

“Lá estava o Presidente da República, Juscelino Kubistchek, os aguardando. Uma urna com os despojos de um soldado brasileiro não identificado foi entregue pelo  ex-comandante da FEB, Marechal Mascarenhas de Moraes, ao Presidente da República, que a depositou na base do Pórtico Monumental”

Referência para o texto: http://olapaazul.com/


COMPARTILHE ESSE ARTIGO!

Facebook Twitter Email Plusone



VEJA ALGUNS ARTIGOS QUE POSSAM LHE INTERESSAR!

16 comentários

  1. mariangela loureiro gaspar marloga /

    saudade enorme do meu pai: Cel Herbert Dias Gaspar – RJ

  2. Uma das maiores riquezas que um pais pode é deve ter, são memoriais, independente se tristes ou felizes é nisso o nosso querido pais tem de sobra.
    Aqui temor uma prova AUDIOVISUAL, na verdade uma preciosidade gravada que mostra, que mesmo em momentos tristes nosso Brasil da a volta é mostra seu respeito é agradecimentos a todos aqueles que lutaram é deram suas vidas por sua partia.

  3. Preciamos sempre prestar uma homenagem a todos que lutaram na Segunda Guerra Mundial, pois eles deram seu suor, sua juventude e muitos sua vida pela PAZ não só do mundo como também de nossa Pátria.Parabenizo ao portal que sempre esta atento as comemorações.

  4. LUÍS ROBERTO PINHEIRO CHAGAS /

    Ainda que tantos anos passados, a lembrança de cada um dos veteranos da FEB deveria ser expressão de gratidão de todo brasileiro; até daquele que nasce hoje.Não maior feito de patriotismo deste realizado por nossos expedicionários.Não imagino como é possível ao Brasil, seus governantes e povo não darem a merecida gratidão; constantes homenagens e reviver com orgulho todo sacrifício em honra do Brasil, realizado pelos pracinhas brasileiros. Entristece-me ver a Pátria tão pouco agradecida e orgulhosa de seus expedicioários. Para mim cada um deles é como uma luz que acende minha gratidão por eles.

  5. Antonio Carlos Carvalho /

    Porque não falamos das nossas bravas enfermeiras que tombaram na guerra?

  6. Alexandre Rodrigues Martins /

    A todos os homens e mulheres da “grande geração”, aos que foram e não voltaram minhas mais sinceras homenagens – A qualquer hora em qualquer lugar – Selva!

  7. Arcenio Rodrigues Torres /

    Minhas homenagens aos nossos VERDADEIROS HERÓIS, que os cubram de Honras e levem isso nas telas de Cinêma para que todo o mundo saiba quem foram os nossos PRACINHAS!!!!….Foram vários atos de bravuras como o do SGT.Max, Tenente Torres etc…. Minhas Congratulações aos que estão entre nós ainda….

  8. que deus os tenha em bom lugar eles foram para o vale da morte combater o diabo e perderam a vida mais o diabo perdeu a guerra entao valeu muito a pena ,de o brasil hoje ser um pais democratico e livre, que jamais caiam no esquecimento
    saudade do meu avo tinha curso de combate ,saude e paz a todos ate mais pela liberdade

  9. Sgt Santos (Cachorro Louco) /

    Presto todas as continências e honrrarias aos que tão bravamente tombaram em luta pela paz e aos que estão entre nós. Honras civicas e militares a qualquer hora em qualquer lugar a estes valorosos brasileiros!!!

  10. Antonio de Nazare Silva Junior /

    Esses homens não são lembrados pela mídia brasileira nem no dia que se comemora em todo mundo a vitória contra o eixo.Eles merecem várias homenagens pois lutaram em terrenos que jamais imaginaram para libertar a humanidade e honra a nossa mãe gentil.

  11. ademirdasgraças /

    triste é saber que temos ex combatentes que foram para a guerra e até hoje não receberam nada, alguns já morreram no esquecimento e outros que lá não foram, recebem soldo de segundo tenente e honras militares, triste pais esse meu brasil se não fosse o presidente joão baptista figueiredo ,não seriam reconhecidos.

  12. Paulo Marcelo dos Santos /

    Deixo aqui minha admiração, meu respeito e as minhas continências a todos esses HERÓIS brasileiros, que tombaram em solo italiano, em prol da liberdade e da paz mundial.
    Tenho um prazer imensurável em servir no Monumento Nacional aos Mortos da Segunda Guerra Mundial, e ajudar a preservar e divulgar a participação brasileira na Segunda Guerra Mundial.
    A COBRA CONTINUA FUMANDO!!!

  13. Evandro Moreira dos Santos /

    Acho que os ex-presidentes Fernado Henrique e Lula nunca foram prestar homenagens no Monumento aos Pracinhas. Será verdade?????????

  14. Paulo Marcelo dos Santos /

    O Presidente FH em seu mandato esteve presente em uma das solenidades comemorativas ao Dia da Vitória. Quanto ao Presidente Lula este nunca veio homenagear os bravos heróis que deram suas vidas em prol da liberdade mundial.

  15. Darlan Batista Silva /

    JA visitei esse imenso e saudoso monumento em 2010, achei emocionante, em minha cidade tambem existe uma enorme placa mostrando varios nomes que lutaram na guerra, mas ninguem sabe que existe aquele monumento e nao sao lembrado, tenho projetos para melhoria do monumento e um pequeno museu em homenagem a esses bravos soldados,so nao tenho ajuda……….

  16. Paulo Paiva /

    O Sr. Luiz Inácio e D. Dilma vão a Cuba, Venezuela e outros países e depositam flores nos memoriais daqueles países. Isso faz parte da diplomacia, é claro. Porém, nenhum desses petralhas compareceram a nenhuma solenidade dos nossos pracinhas, que deram a vida pela liberdade. Honra aos nossos verdadeiros heróis e não à corja esquerdista.

Deixar um comentário

WordPress Blog