Comitiva da Casa da FEB visita Complexo Cenográfico

Presidente e Comitiva da Casa da FEB visitam Complexo Metal-mecânico e Cenográfico com relevante atuação na área cultural

Quem passa pela Av. Brasil na altura de Parada de Lucas divisa o que parece ser apenas um depósito, onde um pequeno carro de combate com seu piloto, e um monomotor azul e branco encimam uma pilha  de materias ferrosos.
Certamente os motoristas apressados nem desconfiam o que existe dentro dos 6 galpões que compõe o complexo metal-mecânico e de arranjos cenográficos identificado pelo dístico “PEREIRA MÁQUINAS e METAIS LTDA”, operado por José Augusto Douro Pereira, que aos 13 anos ali começou a trabalhar junto com seu pai.
As compras de viaturas militares e material bélico nos leilões promovidos pelas Forças Armadas despertaram naquele garoto o interesse pelo assunto, evoluindo para o colecionismo de militaria e antiguidades, e a preservação de viaturas militares, através do CVMARJ.
Hoje, o Presidente da ANVFEB e sua comitiva, composta por Diretores e Conselheiros visitaram a empresa, para conhecer Zeca, como é chamado pelos amigos,  e seu trabalho especialmente no setor cultural, como polo de memoria e preservação de verdadeiras reliquias e antiguidades, constantemente requisitado por emissoras de TV, artistas plásticos e  produtores de comerciais, filmes, ensaios fotograficos e eventos culturais em geral.
Ao final da visita, Zeca, que também é membro do Conselho Deliberativo da Casa da FEB, aportou uma contribuição financeira para a entidade, e apresentou o quadro de Vik Muniz doado a ANVFEB, para posterior leilão beneficiente a fim de arrecadar recursos para os projetos a serem desenvolvidos pela Associação.
Vik Muniz (Vicente José de Oliveira Muniz), renomado artista plástico, nasceu em São Paulo em 1961,  passando a morar em Nova York desde 1983.
Seus trabalhos utilizam materiais como açúcar, chocolate, gel de cabelo e sucatas, e foram expostos em importantes instituições como o Art Museum
de Nova York. Trabalhou com catadores de lixo no Aterro de Gramacho, cujo documentário foi premiado no festival de Berlim.
Vik utilizou o acervo da PEREIRA MAQUINAS em trabalhos que realizou para a TV GLOBO. O quadro doado foi produzido no galpão da empresa, utilizando
capsulas de munição, capacetes, material militar diverso, e até uma mesa com um tabuleiro de damas que era utilizada pelos veteranos na Casa da FEB.
A figura recorda uma imagem dos tempos da guerra, que ficou famosa,  de um soldado brasileiro carregando um projétil de 105 mm em um obuseiro 105mm
M2A1  utilizado pela FEB na Itália, cm a inscrição “A COBRA ESTÁ FUMANDO”.
A comitiva estava composta pelo Presidente da Casa da FEB, Gen Div Marcio Rosendo de Mello, Presidente e Vice-Presidente do Conselho Deliberativo, Veteranos Maj Antonio André e Ten Dr Israel Rosenthal, antigo Presidente Veterano Ten Dalvaro Jose de Oliveira, Diretor Secretario Cel Herbert Seixas Duarte, Diretor de Divulgação e Imprensa, Prof Israel Blajberg, e o Diretor de Relações Publicas do CVMARJ, Ten R/2 Sergio Capella.
Casa da FEB – RIO
Divulgação e Imprensa
Texto e fotos:
Prof. Israel Blajberg
10 maio 2012

COMPARTILHE ESSE ARTIGO!

Facebook Twitter Email Plusone



VEJA ALGUNS ARTIGOS QUE POSSAM LHE INTERESSAR!

1 comentário

  1. Muito legal.

Deixar um comentário

Weboy