Monumento de Franco-Brasileiro será Inaugurado na Europa

Georges Steinberg1

Monumento em Memória do Militar Franco-Brasileiro Morto em Combate em 1943 será Inaugurado na Holanda 

Georges Steinberg nasceu na França em 1922. Emigrou para o Brasil onde se alistou na Força Aérea da França Livre, seguindo para treinamento na Inglaterra. Em missão de bombardeio a baixa altitude sobre Charleroi na Bélgica ocupada seu avião foi atingido por pesado fogo de artilharia antiaérea. Faz 70 anos quando em 22 de outubro de 1943 seu Douglas Boston IIIA BZ 393 do 342Squadron Lorraine des Forces Aériennes Françaises Libres, com um motor em chamas projetou-se sobre o solo.

O raid foi executado em ondas sucessivas totalizando 3 esquadrões nrs 88, 107 e 342 com 38 bombardeiros. Havia grande concentração de fogo antiaéreo protegendo o objetivo, uma fábrica de aviões na Holanda ocupada. 5 aviões foram atingidos. Devido a baixa altitude havia pouca chance das tripulações abandonarem as aeronaves. 13 dos 15 tripulantes morreram. O avião de Schteinberg foi atingido no motor direito, não sendo mais possível uma aterrissagem de emergência. O piloto Tenente Stoloff sobreviveu a queda, e mesmo com a aeronave em chamas e carregada de bombas socorreu o Sargento Allain, gravemente ferido, tendo este falecido em seus braços. O Tenente abandonou então a aeronave e foi capturado pelos alemães.

O co-piloto Tenente Charles Lang está sepultado em Boulogne-sur-Mer e os Sargentos Julien Allain e Georges Schteinberg no Cemitério Militar Francês em Kapelle, Holanda, onde um Monumento será inaugurado nos 50 anos das suas mortes heróicas.

Schteinberg foi condecorado post-mortem com a Médaille de la Résistance et Croix de Guerre avec Palme, por Decreto de 12 de janeiro de 1945, assinado em Paris pelo General De Gaulle.

Georges Steinberg

 

A citação da Medaille Militaire o descreve como excelente metralhador, alistado desde a primeira hora na FAFL, 1º Esquadrão do 20º Grupo de Aviação – Lorraine.

O diploma vai assinado de próprio punho pelo Gen De Gaulle. O documento cita George como tendo uma morte gloriosa frente ao inimigo.

Do Brasil, cerca de 140 franceses seguiram de 1941 a 1944 para lutar na II Guerra Mundial. Uma placa no terceiro andar da Maison de France homenageia os que morreram em combate, onde figura o nome de Georges Schteinberg. Os nomes constam do livreto Action des Comites France Libre au Brésil, 1940-1945. Um retrato do General Charles De Gaulle abre o livreto, com uma dedicatória de próprio punho:

Au Comite des Francaises du Brésil, – C. De Gaulle 25/06/42

Em 22 de outubro de 2013 um Memorial será inaugurado na Holanda em homenagem a esses jovens tripulantes que sacrificaram suas vidas pela liberdade dos povos, com a presença de parentes de Julien Allain, Charles Lang e Simon Stoloff, procedentes dos EUA, Nova Zelândia, Canada, Inglaterra e França.

Até agora não foi possível localizar parentes de Georges Schteinberg. Se alguém conhecer parentes deste bravo militar, por favor, informe a iblajberg@poli.ufrj.br, pois a Comissão Organizadora os procura para que possam comparecer a inauguração.

Israel Blajberg

Diretor de Imprensa e Divulgação

Casa da FEB – RIO


COMPARTILHE ESSE ARTIGO!

Facebook Twitter Email Plusone



VEJA ALGUNS ARTIGOS QUE POSSAM LHE INTERESSAR!

3 comentários

  1. Desejo saber se voltou vivo expedicionário de Avai-SP

  2. Expedicionário de Avai-SP. Solicito informações.

  3. Presenciei em 1945 uma festa . Era criança. Quero saber se foi uma homenagem, pela volta de um expedicionário. Quem era ?

Deixar um comentário

Free WordPress Theme