Livro: O Inverno da Guerra (Joel Silveira)

Quando Joel Silveira desfrutava de seus 26 anos foi indicado para fazer a cobertura da Segunda Guerra Mundial, representando o “Diário dos Associados”

“Você vá, mas não me morra!”

Foi o que disse o dono do Jornal, Assis Chateaubriand, ao ser enviado para cobrir a guerra que os brasileiros travariam na Itália.

Joel chegou à Itália no inverno de 1944, numa Itália semi-destruida, onde logo iniciou seu trabalho de registrar o que presenciava. Registro que fez brilhantemente, como um diário de bordo, desde o embarque, a longa viagem de navio com 6.000 soldados, até a rendição alemã.

O jornalista descreve com lirismo e ao mesmo tempo informação, momentos cruciais de uma guerra cheia de contradições e absurdos, além do convivio com os pracinhas e oficialato, em postos de observação avançados e congelantes. Você vai se deparar com momentos de tensão, medo e horror, mas também de heroismo e solidariedade.

“Confesso que não foi exatamente por delicadeza que naqueles nove meses perdi uma parte da minha mocidade, ou o que restava dela. A guerra é nojenta, e o que ela nos tira, quando não nos tira a vida, nunca mais devolve.” (Joel Silveira)

Joel Silveira faleceu no Rio de Janeiro, em 15 de Agosto de 2007.

Pouco antes de falecer, foi homenageado do Segundo Congresso Internacional de Jornalismo Investigativo, realizado entre os dias 17 e 19 de maio de 2007 pela Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo.

Por conta de problemas de saúde, foi representado pela filha.


COMPARTILHE ESSE ARTIGO!

Facebook Twitter Email Plusone



VEJA ALGUNS ARTIGOS QUE POSSAM LHE INTERESSAR!

5 comentários

  1. Thiago Maia /

    Após ler sobre este livro aqui no site resolvi comprá-lo e fiz muito bem um ótimo livro com o dia a dia da guerra por Joel da Silveira.Recomendo à todos!

  2. Thiago Maia /

    Joel Silveira*

  3. Marcus Macedo /

    Melhor livro sobre a FEB que já li. Joel Silveira foi muito feliz em realizar esta obra. É sensacional! Indico a leitura a todos os amigos que se interessam pelo assunto FEB, ou apenas pelo fato de gostarem de livros, pois é uma ótima leitura.

  4. À todos aqueles que conhecem os livros do Joel basta apenas dizer: “A Víbora (codinome do Joel) destilou seu veneno mais uma vez”.
    Esta obra é uma das melhores escritas por ele e quem quiser conhecê-lo melhor assista sua impagável entrevista ao cineasta Vinicius Reis, no documentário “A Cobra Fumou”.

  5. Jaime vieira Fiuza /

    Srs preciso localizar e recordar do nome e autor daquele livro sobre a FEB QUE NO INICIO FALA QUE O gen MASCARENHAS FOI O QUARTO CMT A SER NOMEADO; O AUTOR TEM UM NOME ESTRANGEIRO. SOU GRATO POR QQER PISTA,

Deixar um comentário

Premium WordPress Themes