Livro Memória, Museu e História – Centenário de Max Wolff Filho

Apresentação

Esta obra apresenta os principais resultados de atividades de extensão universitárias, nas quais estiveram envolvidas a Universidade Federal do Paraná (UFPR), na pessoa do prof. Dr. Dennison de Oliveira, do Departamento de História (DEHIS) e o Centro de Estudos e Pesquisas de História Militar do Exército  (CEPHiMEX), na pessoa do seu chefe, General de Brigada R1 Márcio Tadeu Bettega Bergo e do Coronel R1 Cláudio Skora Rosty, Chefe da Seção de Pesquisa Histórica.

Tais atividades dizem respeito, por um lado, à participação dos acima citados no Evento de Extensão Universitária “Cem anos de Max Wolff Filho” (3/08/2011). Este evento foi uma iniciativa da Legião Paranaense do Expedicionário (LPE), na pessoa de sua presidente Sra. Valderez Archegas, e da Secretaria de Cultura do Estado do Paraná (SEC/PR), na pessoa da Sra. Genilda Callera Ullmann.

Cabe registrar também a participação do General Ítalo Conti no evento. Ele prestou um emocionante e objetivo depoimento como testemunha ocular da morte em combate do Sargento Max Wolff Filho, na condição de capitão observador da Artilharia, presente ao posto de comando de onde se observava aquela fatídica ação.

Por outro lado, este livro traz a público, também, uma versão aperfeiçoada do principal produto do Projeto de Extensão Universitária “Guia do Museu do Expedicionário”, da qual são entidades participantes o DEHIS/UFPR, a LPE e a SEC/PR.

Trata-se de uma síntese de duas diferentes versões (2011 e 2012) do “Guia do Museu do Expedicionário”, também disponíveis on-line para download público e gratuito.1

Os estudos respectivos, ora publicados, visam divulgar junto à comunidade de pesquisadores, professores, profissionais, estudantes e interessados no tema da participação do Brasil na Segunda Guerra Mundial as mais recentes conclusões às quais chegaram os pesquisadores da UFPR e do CEPHiMEx. Em continuidade apresentar uma nova versão do “Guia do Museu do Expedicionário”, contribuição de membros da UFPR, profissionais e estudantes, participantes do projeto “Guia do Museu do Expedicionário”. Este, aliás, oficialmente chama-se “Museu Max Wolff Filho”. Cabe destacar aqui as contribuições dos integrantes do CEPHiMEx que auxiliaram no entendimento da importância da vida e obra do Sargento Max Wolff Filho no que se refere ao papel deste Herói para o Exército Brasileiro, no ano do seu centenário de nascimento. Tais avaliações serão enriquecidas com a publicação de uma fonte inédita, da mais alta valia, a entrevista com a filha única daquele heroico militar, a Sra. Hilda Della Nina (nascida Wolff), residente no Rio de Janeiro. É importante notar que ambos os textos serão úteis para as atividades de extensão desenvolvidas no Projeto de Extensão Universitária “Guia do Museu do Expedicionário”, das quais o CEPHiMEx considera importante participar.

Esperamos que esta obra possa se constituir em uma contribuição ao avanço do nosso processo de conhecimento sobre tão marcante tema, qual seja, a participação do Brasil naquele conflito, bem como de divulgação dos objetivos e propósitos das atividades de extensão universitária desenvolvidas em conjunto pelas entidades envolvidas.

Boa leitura!

General de Brigada R1 MARCIO TADEU BETTEGA BERGO
– Chefe do CEPHiMEx

1 Disponíveis na página do Curso de História da Universidade Federal do Paraná no link “publicações”. Reprodução permitida desde que citada a fonte.

Disponível em:

http://www.humanas.ufpr.br/portal/historia/graduacao/publicacoes/

Conheça também o livro “A Força Expedicionária Brasileira e a Segunda Guerra Mundial: estudos e pesquisas” no mesmo link.


COMPARTILHE ESSE ARTIGO!

Facebook Twitter Email Plusone



VEJA ALGUNS ARTIGOS QUE POSSAM LHE INTERESSAR!

1 comentário

  1. Alex Panerari,1640, 2º cia 1º BPE /

    moro na Rua antônio salema, 33, zana dois maringá, paraná. estive na PE nos anos de 1959/60. garanto que sai da pe, mas a pe não saiu de mim. teria muito prazer em ir visitar o Batalhão, mas não como visita, mas sim como ex combatente. Falo com firmeza que a pe mudou o ruma da minha vida

Deixar um comentário

Free WordPress Themes