Livro: Estrela de David no Cruzeiro do Sul

capa cruzeiroResenha:

Com lançamento no  Museu Histórico do Exército e  Forte Copacabana  em 11 maio 2015 às 19h, é uma memória dos brasileiros judeus que serviram às Forças Armadas, cujo sub-conjunto, SOLDADOS QUE VIERAM DE LONGE – lançado em 2008, abordou ex-combatentes.

Na ocasião, singela homenagem a ex-combatentes pelos 70 Anos do Dia da Vitoria – 8 de maio de 1945, com entrega da Plaqueta General Moysés Chahon – Herói da FEB, seguindo-se coquetel e autógrafos no Salão Nobre

Uma amostra de relevante universo de militares brasileiros, seus precursores cristãos-novos e descendentes, desde Cabral até as Forças de Paz no Haiti, passando pelos Bandeirantes,  militares do Império, Guarda Nacional, os que deram a vida pelo Brasil e aqueles condecorados  em operações de guerra pela Marinha, FEB – Força Expedicionária Brasileira e Aeronáutica.

Cita quase 800 que vestiram farda, sendo 74 na Marinha ( 8 ex-combatentes) e 540 no Exército (50 ex-combatentes).  Dos que prestaram o  Serviço Militar, há 51 Oficiais de Marinha,  417 do Exército e 20 da FAB.  Cinco serviram à Marinha Mercante, todos ex-combatentes e 11 nas PMs e Bombeiros Militares. 25 veteranos aliados e partisans escolheram o Brasil como sua nova pátria,  e mais 40 entre diplomados pela ESG, civis ligados à área de Defesa e outros. Vale ressaltar que os números finais são muito maiores que a amostra enfocada neste livro.

Traz fatos pouco divulgados, alguns inéditos,  um tema no qual a pesquisadora Frieda Wolff, pouco antes de falecer aos 97 anos em 2008 apenas pôde  iniciar levantamentos preliminares.

Foi no  Brasil que entrou em combate a primeira unidade militar israelita formada desde o inicio da Diáspora em 70 DC. Eram soldados das tropas holandesas, que falavam português, pois de Portugal radicaram-se em Amsterdam.  Sob a bandeira da Casa de Orange e Nassau, estiveram no Recife de 1630-1654.

O livro aborda do Soldado ao Marechal. O Cabo de Artilharia que serviu com o futuro General Orlando Geisel.  O sargento da FAB que se tornou Rabino, cujos antepassados do Seridó sofreram o 1º. Holocausto, a Inquisição. O comandante que a bordo de submarino alemão conseguiu salvar toda sua tripulação. Judeu oculto que circuncisou o próprio filho, tenente da PM do Rio Grande do Norte que expulsou Lampião de Mossoró.  O Coronel da Guarda Nacional que recebeu o Pavilhão Nacional das mãos do Imperador, ao partir para a Guerra do Paraguay.  O tenente da reserva da Marinha que ingressou na Academia Brasileira de Letras e foi seu Presidente.  O tenente oriundo de antiga linhagem de rabinos da Bessarábia,  a quem o Gen Dutra recorreu para salvar  Getúlio de ser assassinado no putsch integralista.  A historia do Brasil poderia ter sido diferente.  Os  primos cujas mães vieram do Marrocos,  um se tornando o último Marechal, outro quase chegando a Presidente da Republica.

Serviço:

Blajberg, Israel.
Estrela de David no Cruzeiro do Sul : memoria da presença
judaica nas Forças Armadas do Brasil – de Cabral ao Haiti
Resende, RJ – AHIMTB, Academia de Historia Militar Terrestre do Brasil, 2015.
ISBN 978-85-60811-24-3,  680 páginas e 330 imagens
ahimtb.rio@hotmail.com
Preço: R$ 45


COMPARTILHE ESSE ARTIGO!

Facebook Twitter Email Plusone



VEJA ALGUNS ARTIGOS QUE POSSAM LHE INTERESSAR!

5 comentários

  1. david pizarro /

    Boa Tarde!
    Gostaria de saber como posso adquirir este livro. abraços

  2. ISRAEL BLAJBERG /

    Na amazon.com ou Livraria da Travessa

  3. Patrícia Eliane Rodrigues dos Santos /

    Olá poderia me dizer onde encontro este livro? Meu pai está atrás dele há algum tempo. Obrigada

  4. Nilo Sergio Campos /

    Boa noite
    Sou Corone RR PMSC e estou interessado em adquirir a obra em questão .
    Como fazer para adquirir o mesmo , em seu formato físico, não em DVD ou outro meio eletrônico.
    Também gostaria de manter um maior contato com seu autor .

  5. ISRAEL BLAJBERG /

    meu contato ahimtb.rio@hotmail.com
    whatsapp 21-9-9483-8045
    Israel Blajberg

Deixar um comentário

WordPress Themes