Latrocínio contra ex-combatente completa 3 anos

O aposentado Alexandre Pavilak, 83 anos, combatente da Força Expedicionária Brasileira (FEB), foi morto a pauladas por assaltantes na madrugada do dia 14 de janeiro de 2009. O latrocínio (roubo com morte) aconteceu no sítio onde a vítima morava com a família, em uma estrada de chão, na região de Figueira, Jaguatirica, em Campina Grande do Sul, Paraná.

A suspeita é que o ex-militar foi atraído por conhecidos que fingiram precisar de ajuda. Apesar da idade, Alexandre levava uma vida ativa. Mantinha um armazém dentro de casa, onde morava sozinho, e vendia comidas, bebidas, gás e outros produtos. O aposentado já havia sido assaltado cerca de 15 vezes e sempre tomava cuidado. Os familiares não acreditam que ele teria aberto a porta da casa para alguém estranho sem se precaver.

Pelo que foi apurado pela polícia, os bandidos arrombaram o portão de entrada do sítio, de madrugas e foram até a porta da cozinha, onde o aposentado recebia os clientes. Alexandre abriu a porta e foi atacado. Na luta corporal, o idoso foi golpeado na cabeça com o pedaço de pau que trancava a porta, até morrer.

Foram roubados cartões de bancos (com as senhas), um revólver, uma espingarda, munições, alguns instrumentos musicais e equipamentos usados para montar cavalos. Os marginais colocaram os objetos em um veículo e fugiram. Os familiares não ouviram nenhum barulho suspeito.

Na manhã seguinte, os familiares desconfiaram que o aposentado não havia acordado para dar comida aos porcos, como fazia diariamente. O neto acabou encontrando o avô morto. Em frente da casa, foram encontrados alguns documentos revirados.

Autor do texto como referência: Marcelo Vellinho

Crédito da Imagem: Fábio Alexandre – Paraná On Line


COMPARTILHE ESSE ARTIGO!

Facebook Twitter Email Plusone



VEJA ALGUNS ARTIGOS QUE POSSAM LHE INTERESSAR!

2 comentários

  1. Mas que enorme mau gosto exibir a foto do veterano assassinado todo ensanguentado hein? Vamos ao menos na morte dar um pouco de dignidade a este homem.

  2. Maurício pavilak /

    Saúdades no peito aperta meu avô :(
    Sdd mil mesmo

Deixar um comentário

Weboy