Jornalista que escreveu sobre a FEB comenta sobre suas publicações

O jornalista Helton Costa, autor dos livros “Uma vez na Itália” e “Confissões do Front: soldados do Mato Grosso do Sul na II Guerra Mundial” falou com os editores do Portal FEB (Força Expedicionária Brasileira) e afirmou que colocar suas duas obras para download foi um opção para socializar o conhecimento via Internet, uma espécie de “doação”. Para escrever os livros ele fez entrevistas, pesquisas bibliográficas e visitou antigos campos de batalha na Itália.

“Acredito que em uma sociedade que está ficando cada vez mais digital e menos informada, colocar o livro para download seria o mínimo que eu poderia fazer. Divulgar a FEB no pós-guerra nunca foi uma prioridade dos governos que se sucederam no Brasil, como também não o é agora. Aí, pesquisadores e iniciativas individuais se tornam importantíssimas para manutenção dessa memória da história nacional, que creio, nesse momento, está com bastante força novamente. Exemplo o site de vocês e os vários grupos na Internet com esse propósito. Sem contar que todo ano há um livro novo sobre o assunto”, comenta o jornalista.

Sobre a escolha da Internet como plataforma, ele explica.

“A Internet tem uma característica que é memória, ou seja, tudo que nela é publicado fica lá eternamente. O formato dos livros permite que eles sejam lidos em um computador convencional, mas também em plataformas móveis, como tablets, smartphones e aparelhos celulares. Isso facilita o acesso ao conteúdo. Então todos podem acessá-lo onde e quando quiserem”, comenta.

Crítica

Helton critica parte da mídia e dos governos, pela não valorização da participação do Brasil na II Guerra.

“Você vê coleções de editoras famosas que dedicam 30, 40 volumes para contar a história da II Guerra e que não são capazes de inserir um fascículo sobre o Brasil no meio. É uma síndrome de cachorro vira-latas violenta! Um sentimento de inferioridade ou ação articulada para aumentar o esquecimento que não deveria existir. Parece que o que vem de fora sempre é melhor que aqui, que os soldados daqui não lutaram, sangraram e morreram igual os companheiros americanos e ingleses. Parece que o sangue do nosso pracinha vale menos do que o dos combatentes que Hollywood adora mostrar”, explica.

“Parte disso é culpa do governo também. São poucos os livros de história que tratam da participação nacional na II Guerra. Quando aparece, é uma página, uma página e meia. Será que será preciso uma lei para isso? Imagine a burocracia que seria. Talvez os acontecimentos de 64 tenham influenciado nessa omissão, mesmo a FEB não tendo ligação com o Regime Ditatorial. É algo que deveria ser revisto no Conselho Nacional de Educação”, opina.

Esperança

Nem tudo são críticas. Helton também vê esperança em meio à esse aparente caos.

“Nos últimos anos vem melhorando. No Paraná, por exemplo, que é onde moro atualmente, destaco os professores Dennison de Oliveira e Francisco Ferraz, que são militantes e experts no assunto. Aí lembro do professor César Campiani Maximiano, dos filhos e netos de pracinhas que estão publicando memórias, dos documentaristas e inclusive de dois filmes sobre a FEB que estou ansioso para ver: “Homens da Pátria” e “A Montanha”. O primeiro do Gastão Coimbra e o segundo do Vicente Ferraz. Quer dizer, independente dos poderes oficiais, da falta de apoio de prefeituras, Estados e da União, a cobra segue fumando e a memória se perpetua”, afirma.

Sobre os livros

O primeiro livro é o “Confissões do Front: soldados do Mato Grosso do Sul na II Guerra Mundial” que traz a história de dezenas de ex-combatentes da Força Expedicionária Brasileira, com depoimentos e histórias verídicas de combate na Itália, contra tropas nazistas e fascistas.

Já o segundo livro é um romance/ficção baseado nas histórias que ele ouviu durante a pesquisa. O nome do livro é “Uma vez na Itália”. No livro, Marcos, soldado que embarca para a guerra, conta os horrores que passou enfrentando as tropas de Hitler e Mussolini e também relembra das amizades e do amor que viveu em solo estrangeiro.

Para baixar os dois livros do autor, basta acessar o blog dele no

link: http://heltoncosta.wordpress.com/outras-obras/. Depois é só clicar no campo indicado e salvar no computador, CD ou dispositivo removível.

Facebook do autor: Helton Costa

E-mail: heltoncostas@gmail.com


COMPARTILHE ESSE ARTIGO!

Facebook Twitter Email Plusone



VEJA ALGUNS ARTIGOS QUE POSSAM LHE INTERESSAR!

3 comentários

  1. João Barone /

    Caro Helton,

    Parabéns pelo trabalho. Só acho que sua ira pelo Brasil não ser lembrado por historiadores estrangeiros etc está mal direcionada, os gringos não têm nada a ver com isso, quem tem que zelar pela nossa História somos nós! Por isso seu trabalho é importante, para que brasileiros saibam que nós lutamos numa guerra de verdade, sofremos todas as agruras em prol das causas mais nobres. Os gringos têm muito o que nos ensinar sobre valorizar a própria História, nisso eles são muito bons. Pela lembrança do Glorioso 9º Reg de Engenharia, sem o qual a FEB não conseguiria lutar! Abras!

  2. Helton Costa /

    Grande João Barone! Primeiro parabéns pelos seus esforços em divulgar a FEB! Você é muito importante nesse contexto. As críticas não para para o pessoal de fora não, são para o pessoal daqui mesmo, de algumas editoras nacionais e do próprio governo. Concordo plenamente contigo: temos muito que aprender em termos de valorização histórica com os “gringos”.

  3. Helton Costa /

    Grande João Barone! Primeiro parabéns pelos seus esforços em divulgar a FEB! Você é muito importante nesse contexto. As críticas não são para o pessoal de fora, são para o pessoal daqui mesmo, de algumas editoras nacionais e do próprio governo. Concordo plenamente contigo: temos muito que aprender em termos de valorização histórica com os “gringos”.

Trackbacks/Pingbacks

  1. Brasil na II Guerra é tema de “rock pesado” da banda Sabaton | Portal FEB - O Portal da Força Expedicionária Brasileira - […] Autor dos livros “Uma vez na Itália” e “Confissões do Front: soldados do Mato Grosso do Sul na II …

Deixar um comentário

WordPress主题