I SENAB – Seminário Nacional sobre o Brasil na WWII e outros eventos

Museu Militar Conde de Linhares 27 – 30 ago 2012

70 ANOS DOS TORPEDEAMENTOS E DECLARAÇÃO DE GUERRA AOS PAISES DO EIXO

31 agosto 1942 – 2012

Diversos eventos foram realizados em todo o Brasil, registrando a entrada do Brasil na 2ª. Guerra

Na capital do Brasil tivemos o Ciclo de Debates promovido pelo Instituto de Ciências Humanas – Departamento de História – da Universidade de Brasília, “70 anos da participação do Brasil na Segunda Guerra Mundial” na Universidade de Brasília, Campus Darcy Ribeiro.

No Rio a relevante efeméride foi recordada pela inauguração de peça escultorica em formato de estrela de David estilizada, com placa alusiva no Monumento aos Pracinhas, com a presença do Ministro Da Defesa Embaixador Celso Amorim. A placa apresenta os seguiuntes dizeres:

1942 – 2012

Há setenta anos preciosas vidas brasileiras se perderam no litoral, pela ação perversa de uma ideologia inaceitável para a Humanidade. O mar as recebeu e conduziu para os braços do Criador, abrindo caminhos para bravos combatentes, a lutar pela honra da Pátria e na defesa da dignidade humana.

Homenagem da CONIB – Confederação Israelita do Brasil e FIERJ – Federação Israelita do Estado do Rio de Janeiro

Oito de Maio de 2012 – 67º aniversario do Dia da Vitoria Aliada na Europa

Em Minas Gerais a Federação Israelita (FISEMG) e a ANVFEB-MG promoveram em 22 ago 2012 um café da manhã e ato solene no Museu da FEB, Av Francisco Sales, bairro Floresta, região leste de Belo Horizonte.

Na ocasião foi realizada uma homenagem junto ao Monumento do Expedicionário, situado em frente do museu, com a a participação do presidente da FISEMG, Marcos Brafman, Vice Presidente da ANVFEB Marcos Renault e veteranos da FEB. Confira as fotos:

No Rio, a Diretoria do Patrimônio Histórico e Cultural do Exército, através do CEPHIMEX – Centro de Pesquisa e Historia Militar do Exército realizou o I SENAB – Seminário Nacional sobre o Brasil na II Guerra Mundial, no Museu Militar Conde de Linhares (MMCL), no período de 27 à 30 de agosto.

A Conferência de Abertura: O Brasil na Guerra, 70 anos depois: a dimensão moral do conflito, foi proferida pelo Prof Dr Cesar Campiani Maximiano, do Instituto Meira Matos (ECEME). Foi aberta a Exposição de Uniformes da IIGM e Lançamento do Projeto do livro ”Libertadores! Os heróis do Brasil”, pelo Gen Bergo, Cel Rosty, J H Barone e Marcos Renault. As sessões de comunicações tiveram como Coordenadores o Prof Dr Paulo André Parente, Prof Cesar Machado Domingues, Prof Manuel Rolph de Viveiros Cabeceiras, Profª Ana Paula Magno e Ten Ricardo Cabral. Ocorreu tambem o Relançamento do livro: Torpedo – Terror do Atlântico, pelo Prof e Ofical da Marinha Mercante Marcus Vinicius de Lima Arantes. A Conferência de encerramento: “Documentário: a FEB é a nossa história” foi realizada pelo Cel Paulo Gilmar Marques Berguenmayer, da 15ª. CSM de Curitiba, que exibiu trechosselecionados do o DVD elaborado com testemunhos de antigos pracinhas, com duração de 2 horas.

Os palestrantes e participantes eram oriundos de uma vasta gama de etidades, como ADESG, ADESG/ RS, AHEx, AHIMTB, AMAN, ANVFEB, Associação dos Oficiais da Reserva – RJ, Centro de Cap da Marinha Mercante, CEPHiMEx/ DPHCEx, 21º GAC, 15ª. CSM, CVMARJ/GHFEB, Tecnolach, DPHCEx, ECEME, EGN, Es Enfer ANA NERI (UFRJ), GHFEB/ANVFEB, HGeRJ, IGHMB, IPEC/FIOCRUZ/GHFEB, MNMSGM, NEPHIM /IGHMB, Rev Br Hist Mil, UFBA, UFF, UFPE, UFPR, UFRJ/IH/P , UFSC, UGF, UNIRIO, UNISUAM, UNIVERSO.

O seminário foi muito rico em novos conhecimentos sobre a FEB e o Brasil na II GM, além da re-inauguração do canhão alemão de 170mm no MMCL e a visita ao CEPHIMEX no Palacete Laguna, onde tivemos a oportunidade de conhecer de perto as diversas seções daquele centro, como Medalhistica, Uniformes, Biblioteca, Auditorio, Pintura e outras.

Diversos Sócios, Diretores, Conselheiros e Amigos da Casa da FEB participaram do evento:

Exposição de Uniformes da IIGM e Lançamento do Projeto do livro ”Libertadores! Os heróis do Brasil” Gen Bergo, Cel Rosty, J H Barone e Marcos Renault

1ª Comunicação: Mal Mascarenhas de Moraes: trasladação de seus restos mortais – Dever de Justiça Cel Roberto Mascarenhas de Moraes

2ª Comunicação: O MNMSGM e sua contribuição para a sociedade Cel Germano Américo dos Santos

5ª Comunicação: “1942 – Um Ano Singular – Os 70 anos dos torpedeamentos e da entrada do Brasil na Segunda Guerra Mundial” Prof Israel Blajberg

6ª Comunicação: Mascarenhas de Moraes: trasladação dos restos mortais dos heróis de Guararapes e, ao regressar da Itália, deposição dos louros da vitória nos Montes Guararapes Cel Cláudio Skora Rosty

4ª Comunicação: Um Exército de Padiolas e Bisturis. A Saúde em Combate na Itália Cel Haroldo de Freitas Bezerra

18ª Comunicação: “Importância do Teatro de Operações Italiano e a FEB” João Henrique Barone

20ª Comunicação: Os Heróicos Oficiais R/2 da FEB/FAB Ten Sérgio Pinto Monteiro

2ª Palestra: Participação da FAB na II GM Cel Manuel Cambeses Júnior

9ª Comunicação: A FEB como Símbolo das Mudanças no Brasil – 1943/45 João Barone

37ª Comunicação: A Marinha Mercante na II GM CLC Francisco Gondar

14ª Comunicação: “ O Posto Avançado de Neuropsiquiatria da FEB” Profa Dra Celina Mannarino

12ª Comunicação: 1º Tiro da FEB – Monte Bastione TC Luciano Lima

15ª Comunicação: Projeto Casa da FEB – Do resgate ao nascimento de um centro cultural Breno Amorim

29ª Comunicação: Do 1º Grupo de Artilharia de Dorso ao II/1º Grupo do 1º Regimento de Artilharia Auto-Rebocado Fernando Mauro Fonseca Chagas

40ª Comunicação: Patrulheiros da FEB e seus valorosos cães de guerra Profª Drª Carmen Lúcia Rigoni

6ª Palestra: Torpedo – Terror do Atlântico – Prof Marcus Vinicius de Lima Arantes

Relançamento do livro: Torpedo – Terror do Atlântico Prof Marcus Vinicius de Lima Arantes

7ª Palestra: A FEB foi à Itália Profª Drª Carmen Lúcia Rigoni

O Museu se situa em São Cristóvão, o Bairro Imperial, bem ao lado da Quinta da Boa Vista, onde o Império viveu dias de glória. Inumeros quarteis e prédios historicos pontilham o bairro, dos quais varios não vem merecendo os cuidados devidos. Alguns já foram alienados e demolidos. Felizmente o antgo CPOR foi preservado, bem como o antigo Dragões da Independencia e o 1º. BG.

A mesma sorte não teve o secular quartel de artilharia, de onde partiu o heroico 7º. GADo para o sacrificio nos mares do Nordeste, arrostando dois naufrágios com pesadas perdas humanas em deslocamento do Rio para Olinda, solertes torpedeamentos por submarino nazista. Herdeiros do bravo Capitão Salomão da Rocha e seus comandados, cuja bateria enfrentou os jagunços até que só foi possivel disparar com alça zero. Quartel que sediou o 1º/I ROAuR, que disparou o primeiro tiro da Artilharia Brasileira na 2ª. Guerra Mundial, cuja peça foi levada do quartel desativado de São Cristovao para o atual 21º. GAC no Forte Barão do Rio Branco em Niterói.

Colaborador: AHIMTB Delegacia Rio de Janeiro


COMPARTILHE ESSE ARTIGO!

Facebook Twitter Email Plusone



VEJA ALGUNS ARTIGOS QUE POSSAM LHE INTERESSAR!

Nenhum comentário

Trackbacks/Pingbacks

  1. Bombardeios alemães na costa brasileira foi tema de Encontro | Portal FEB - O Portal da Força Expedicionária Brasileira - […] I SENAB – Seminário Nacional sobre o Brasil na WWII e outros eventos […]

Deixar um comentário

WordPress主题