Filme “Estrada 47″ estreia em 07 de Maio

Estrada 47a

 

A ESTRADA 47, o premiado longa de Vicente Ferraz, é o primeiro filme de ficção brasileiro sobre a Segunda Guerra e entrará em cartaz no mesmo ano em que se comemoram OS SETENTA ANOS da tomada do Monte Castelo

 

Ofensiva vitoriosa contra os alemães contou com importante participação de soldados brasileiros
Estreia nacional em 07 de maio, pela Europa Filmes
 VEJA O TRAILER AQUI
BAIXE O TRAILER EM HD AQUI

No próximo dia 21/02, completam-se 70 anos do seguinte pronunciamento: “Estou no cume do Castelo!”, dito com ânimo pelo coronel Emílio Rodrigues Franklin, da FEB (Força Expedicionária Brasileira) que, junto com outros 25 mil brasileiros, partiu para o inverno rigoroso da Europa para lutar ao lado dos países aliados durante a Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945).

Depois de quatro tentativas fracassadas e, dessa vez, acompanhada da 10a divisão de montanha norte-americana, a tropa brasileira conseguiu seu maior feito. A tomada de Monte Castelo era muito importante por sua posição estratégica: estava no caminho para Bolonha, cidade que representaria uma importante conquista para as forças aliadas. E esse 21 de fevereiro aconteceu depois de mais de dois meses de temperaturas baixíssimas: a fase mais cruel do inverno dos Montes Apeninos chegou a ter temperatura registrada de – 15oC.

Além do frio brutal, os pracinhas brasileiros ainda tiveram que lidar com a constante hostilidade do fogo inimigo. Durante grande parte desse embate, os alemães dominaram as posições da FEB no cume no Monte Castelo e outros picos obrigando a tropa brasileira a encobrir seus movimentos no Vale do Reno sob a proteção do nevoeiro artificial produzido pela queima de óleo diesel.

A Estrada 47 é uma obra de ficção, porém baseada em muita pesquisa, leitura de livros e registros feitos por quem esteve lá. Vicente Ferraz, seu idealizador, roteirista e diretor, se graduou na segunda turma da Escola de Cinema e TV de San Antonio de los Baños, em Cuba. Foi lá que descobriu Soy Cuba, de Mikhail Kalatozov, por exemplo, que lhe inspirou a filmar o seu Soy Cuba, o Mamute Siberiano. Diretor de diversos curtas e documentários no Brasil e outros países da América Latina, sempre teve forte interesse por assuntos relacionados à política, geopolítica, relações diplomáticas e personalidades marcantes. Para ele:

A Estrada 47 não é um típico filme de guerra. É a história de brasileiros, italianos e alemães que se encontram durante o maior conflito do século 20. E esse inusitado encontro mostra que, mesmo durante a guerra, os aspectos humanos podem sobreviver”.

 

Estrada 47

Prêmios Conquistados

42º Festival de Cinema de Gramado 2014 – Cinema Brasileiro e Latino

- Melhor Filme 

24º Cine Ceará 2014 – Festival Ibero-Americano de Cinema

- Melhor Filme

- Melhor Direção de Arte.

Festival do Rio

- Melhor Montagem

- Menção Melhor ator, Francisco Gaspar

36 Festival de Havana

- Prêmio Signis

II Festival de Cinema da Lapa 2014 / Paraná 2014

- Melhor Filme

- Melhor Direção: Vicente Ferraz

- Melhor Roteiro: Vicente Ferraz 

- Melhor Fotografia: Carlos Arango de Montis 

- Melhor Música: Luiz Avellar

- Melhor Montagem: Mair Tavares 

- Melhor Ator Coadjuvante: Francisco Gaspar 

- Prêmio especial do júri para o ator Thogun Teixeira

 

 

Algumas das críticas publicadas a respeito de A Estrada 47

“Um drama de alto nível”

SCREEN INTERNATIONAL

 Variety

“Fascinante recriação com cenas memoráveis”

HOLLYWOOD REPORTER

Sua maior virtude, porém, reside em sua capacidade de humanizar todos “aqueles indivíduos, do divertido Piauí ao suspeito oficial alemão, não sendo por acaso que, ao longo da narrativa, aqueles homens mudem constantemente de opinião a respeito uns dos outros, refletindo a reação do próprio espectador e comprovando a ótima qualidade do elenco”.

“… O filme de Vicente Ferraz é repleto de instantes tocantes e de delicadeza surpreendente”.

CINEMA EM CENA

“Com um apuro técnico impressionante, graças à recriação do ambiente enfrentado pela Força Expedicionária Brasileira durante as batalhas ocorridas na Segunda Guerra Mundial, o longa-metragem também chama a atenção pela abordagem humana da tropa liderada pelo personagem de Julio Andrade e o tom crítico à operação como um todo”.

ADORO CINEMA

“Outros destaques da produção são a boa fotografia de Carlos de Montis (o mesmo do excelente documentário “O Ato de Matar”, 2012) e a direção de arte rigorosa de Sergio Tribastone (“O Homem das Estrelas”, 1995).”

PAPO DE CINEMA

“Sem maiores impressionismos, Ferraz constrói uma história em que as emoções são discretas e não há espetacularização da guerra, sobrando apenas o silêncio, o medo e o gelo. O inimigo não é desumanizado e a morte não é tratada como descarte. O que se agiganta é um tratado sobre as possibilidades de comunicação, apesar de tantas diferenças e tendência à violência.”

GAZETA DO POVO Paraná

 

Ficha Técnica

Titulo original: A ESTRADA 47

Titulo Inglês: ROAD 47

Diretor: VICENTE FERRAZ

Roteiro: VICENTE FERRAZ

Produção: ISABEL MARTINEZ, MATIAS MARIANI, JOANA MARIANI, DANIELLE MAZZOCA E LEONEL VIEIRA

Fotografia: CARLOS ARANGO DE MONTIS

Montagem: MAIR TAVARES

Música: LUIZ AVELLAR

Direção de Arte: SERGIO TRIBASTONE

Figurino: ELISABETTA ANTICO

Técnico de som: VASCO PEDROSO

Mixagem de som: BRANCO NESKOV

Elenco: DANIEL DE OLIVEIRA , RICHARD SAMMEL, SERGIO RUBINI, JULIO ANDRADE, FRANCISCO GASPAR e IVO CANELAS

Duração: 107 min

Idioma: PORTUGUÊS, ALEMÃO, ITALIANO

 

Atendimento à Imprensa A Estrada 47

Regina Cintra / Foco Jornalístico


COMPARTILHE ESSE ARTIGO!

Facebook Twitter Email Plusone



VEJA ALGUNS ARTIGOS QUE POSSAM LHE INTERESSAR!

7 comentários

  1. José Ariovaldo Claudino /

    Na máquina de fumaça trabalhava ‘o Magro’ AQUELE DA DUPLA ‘o GORDO E O MAGRO” -Laurel and Hardy (br: O Gordo e o Magro ; pt: O Bucha e Estica) foi uma famosa dupla de comediantes e uma das equipes cômicas mais populares do cinema dos E.U.A.

  2. Lucas Gonzaga /

    Vai passar no cinema, etc?

  3. Mauricio Carvalho /

    Todas as armas são de verdade, ou foram usadas de Airsoft também.

  4. Flavio Rossi /

    Sete de maio de que ano?

  5. Olá,
    Há algum tempo atras contribui com o site mandando a biografia do meu avô. Agradeço pela oportunidade de registrá-la e divulgá-la.
    Hoje mesmo, tão próximo da estréia, fiquei sabendo desse filme, e com certeza terei que assisti-lo. Não acreditei quando vi em uma lista de estréia para o mês de maio um filme sobre a FEB. Estou ansiosa para ir ao cinema.

  6. Paulo cezar gomes dias /

    Eu tive o prazer e a honra de assistir a preestreia em Brasilia dia 7/5/2015 , juntamente com o meu pai, veterano Sr. Timoteo 95 anos que foi ferido numa das tomadas da batalha de Monte castelo.
    Foi muito bom nos tiramos fotos com os atores do filme.

  7. shamballah /

    otimo filme muito bom mesmo mostra um outro lado da Guerra o lado humano e retratou bem o que aconteceu na italia soldados Nazi fascistas italianos e alemaes desertando e lutando contra os irmaos de armas deles lutando contra o proprio pais alem de desertores eram tambem traidores o piaui Paraiba teve uma ideia incrivel vestir o alemao com roupas da f.e.b sera que o alemao sobreviveu?uma realidade muito triste era a do Paraiba ele tinha o apelido de piaui mais ai o negao pegou pesado e mandou vai pra patrulha de reconhecimento vc seu Paraiba filho da p… ai o piaui respondeu tambem filhos da p…. o Paraiba tinha as funcoes piores no grupo parece que os paraibas sao o povo mais discriminado no brasil ate o nego gastou ele kkkkkkkkk na hora que o bicho pegou na casa os alemaes brotaram com tudo contra a casa as metracas vomitavam muito fogo vagabundo gritou Paraiba Granada ai mais uma vez o Paraiba salvou o grupo cara Paraiba cangaceiro na Guerra tocaram muito o horror era sempre os paraibas a fazerem as tarefas que ninguem do grupo queriam fazer kkkkkkkkkkk otimo filme que seja o primeiro de varios eu sou estudante de historia e sempre que falam da linha gotica a 10th divisao de montanha Americana e que levam os creditos general mc clark e tal e uma pequena parte falam que tinha brasileiros so isso tem que ter mais filmes como esse os brasileiros davam comida pra populacao e os gringos queimavam?o governo italiano devem toda a ajuda que nos brasileiros demos a eles e resarcimento pelos barcos brasileiros afundados por submarinos italianos e alemaes excelente filme bem dramatico um quebra cabecas igual ao campo minado kkkk

Trackbacks/Pingbacks

  1. Filme conta a tomada de Monte Castelo pelos soldados da FEB na 2ª Guerra Mundial | Paulo Santos Blog - […] via Filme “Estrada 47″ estreia em 07 de Maio | Portal FEB – O Portal da Força Expedicionária…. […]

Deixar um comentário

Free WordPress Themes