Expedicionário Jaime J. Carvalho

Jaime Carvalho3Jayme José de Carvalho (Rio de Janeiro 07/11/1916 – Manaus 17-07-1998)

Menino pobre da capital, era o filho mais novo de Herculano José de Carvalho e Carlota Hildebrant de Carvalho. Apesar da pouca instrução, serviu como corrieiro no Regimento de Cavalaria e em 1944 foi convocado para a Força Expedicionária Brasileira no IV Escalão, partindo para a Itália em 23 de novembro de 1944 (IV Escalão)

Era membro do Depósito de Pessoal e atuou como esclarecedor, uma arriscada função ao verificar as tropas inimigas em postos avançados. Quando retornou da Itália, teve a ingrata notícia que havia sido exonerado como Guarda Civil, porém conseguiu reverter a situação.

Voltou às suas funções e em 1964 o Departamento Federal de Segurança Pública, passa a ser chamada de Polícia Federal. Tal função foi exercida até sua aposentadoria, sendo assim, foi um dos primeiros Policiais Federais do Brasil.

Em 1968, foi transferido para o Estado do Maranhão e conheceu a sua esposa, Maria Lúcia Alves de Carvalho, com quem se casou. Em seguida, foi transferido para Manaus e foi presenteado com o nascimento de sua única filha, Nerine Carvalho.

Jaime Carvalho5Jaime J. Carvalho – em destaque – foi membro da primeira geração da Polícia Federal

Viveu em Manaus o resto de sua vida e não retornou mais ao Rio de Janeiro. Faleceu aos 81 anos de idade, tendo a sua memória resgatada por seus parentes que lutam para manter o legado desses homens que com coragem e determinação enfrentaram o inferno da guerra e o descaso e preconceito no retorno ao Brasil.

Com as comemorações dos 70 anos do final da guerra, construíram em Manaus um monumento onde consta o nome do veterano que, apesar de ser carioca,  é amazonense de coração.

Colaboradora: Nerine Carvalho, filha do veterano.


COMPARTILHE ESSE ARTIGO!

Facebook Twitter Email Plusone



VEJA ALGUNS ARTIGOS QUE POSSAM LHE INTERESSAR!

Deixar um comentário

Premium WordPress Themes