Diário da Segunda Guerra Mundial por Euphosino de Almeida

“Saudades dos bambinos , quer dizer das crianças da Itália.”

Lembranças e recordações das montanhas da Itália, dos Bosques e das florestas.

Recordações das cidades da Itália.

Nós, soldados brasileiros, quando participamos da II Grande Guerra Mundial, passamos pelas seguintes cidades:  Nápoles, e Pompéia, que naquela época tinham 5.500 anos, passamos também em Monte Casino, Roma, Livorno, Pizza, Lucca e Pistóia, cidade onde fica o cemitério em que foram enterrados os soldados brasileiros mortos em combate. Passamos também por Florença, Estáfules, Galeno,Torino, Gênova, Milão, Laspezia, cidade de Pádua, Bolonha e Veneza, cidade quetem uma parte dentro d’água.

Nós, os soldados brasileiros , quando não estávamos no ”front”,tivemos o grande prazer com muito orgulho e respeito, em repartirmos a nossa refeição, o nosso almoço com as crianças da Itália.

Na hora que nós íamos almoçar apareciam cerca de 100 a 150 crianças pedindo comida, eles diziam:

“Brasiliano, da mandiare pra bambino, cigarete pra papa e caramelo pra mama.”

Nós, soldados brasileiros tivemos o grande prazer de partir. Eles almoçavam conosco, depois enchíamos um caldeirão de comida que eles levavam para o papai e a mamãe.

Nós, soldados brasileiros, no Vaticano em Roma, fomos homenageados e abençoados pelo Papa.

O Papa falou assim:

“Onde tem soldado brasileiro, as crianças não passam fome.”

Eu já tinha dito anteriormente da cidade de Pompéia:  Pompéia antiga foi destruída pelo vulcão Vesúvio . A cidade de Pompéia fica retirada 45km de Nápoles. O povo de Pompéia antiga era um povo muito perverso. Existe a Pompéia antiga e a Pompéia nova que está habitada.

Esta é a história de um soldado brasileiro na II Grande Guerra. A guerra não é vantagem nenhuma. É o maior sofrimento, o maior sacrifício para o homem, para todos os seres humanos e viventes.

Euphosino de Almeida.

II Tenente da Força Expedicionária Brasileira

Confira também:  Euphosino de Almeida – Herói Brasileiro

Créditos ao neto Samora Machel Messias Almeida


COMPARTILHE ESSE ARTIGO!

Facebook Twitter Email Plusone



VEJA ALGUNS ARTIGOS QUE POSSAM LHE INTERESSAR!

3 comentários

  1. Bruno Hermogenes /

    Que relato lindo… que frase perfeita dita pelo papa da época, se bem q a igreja católica poderia ter ser posiciconado contra o nazismo…

  2. Marcos Andrade /

    Grande história! Bruno Hermogenes a igreja católica não foi só a primeira a repudiar o partido nazista, assim como a primeira a tentar a alertar a população alemã sobre o perigo nazista. Pesquise sobre “O mundo visto de Roma”.

  3. Sérgio Caracioli Dias /

    Na foto acima: Geraldo Sant’Ana, filho de Jeremias Valeriano, meu tio-avô.

Trackbacks/Pingbacks

  1. Euphosino de Almeida – Herói Brasileiro | Portal FEB - O Portal da Força Expedicionária Brasileira - [...] Confira também:  Diário da Segunda Guerra Mundial por Euphosino de Almeida [...]

Deixar um comentário

WordPress Blog