Dia do Soldado Polonês – 15 de Agosto

Ontem, 15 de agosto, comemoramos o Centenário da vitória da Polônia na Batalha de Varsóvia, o “milagre no Vístula”, data que foi instituida como o Dia do Soldado Polonês.

A batalha foi travada entre 12 e 25 de agosto de 1920 entre o Exército Polonês sob o comando do Marechal Józef Piłsudski e o Exército Vermelho, determinando a Independência da Polônia, após 123 anos de domínio estrangeiro.

Há muitos anos, a SPK – Stowarzyszenie Polskich Kombatantow, Associação dos Ex-Combatentes Poloneses comemora no Rio de Janeiro o Dia do Soldado Polonês. O simbolismo da cerimônia é profundo. Assim como a Polônia em 1939, atacada sem aviso pela Alemanha Nazista, o Brasil também sofreu cruel agressão em 1942, através do infame torpedeamento de dezenas de navios mercantes, com perda de centenas de preciosas vidas brasileiras.

Antes dos tempos de pandemia, tradicionalmente no Rio de Janeiro as comemorações do Dia do Soldado Polonês eram organizadas pelo Decano dos Veteranos Poloneses, Ten Cel Eng Ignacy Felczak, com Aposição floral nos túmulos de 10 soldados polono-brasileiros mortos em combate, sepultados no Monumento aos Pracinhas no Parque do Flamengo-RIO e homenagem aos  ex-combatentes poloneses do Brasil.

Cerca de 800 soldados brasileiros se alistaram nas Forcas Armadas Polonesas na Europa durante a II Guerra Mundial e na FEB Forca Expedicionária Brasileira na Itália.

Havia também solenidades na Sociedade Polônia com aposição floral na estátua do Marechal Pilsudski em sua sede, na Rua das Laranjeiras 540 e Missa na Igreja Polonesa N S do Monte Claro, Rua Marques de Abrantes – RIO,  com o toque de silêncio pelo corneteiro do Pelotão de Honras do 1º. Distrito Naval recordando os combatentes que tombaram nas guerras pela liberdade da Polônia.

Pátria que trouxe ao mundo Frederic Chopin, Maria Sklodowska Curie, Nikolau Kopérnik, Adam Mickiewicz e Karol Wojtyla, pais sofrido, de historia repleta de lutas.

Soldados brasileiros e poloneses lutaram na Itália, onde escreveram páginas gloriosas, seja na epopéia de Monte Cassino, abrindo o caminho para a Cidade Eterna Roma, seja na tomada do Monte Castello destruindo a Linha Gótica.

Dos mais de 60 membros da SPK em décadas passadas, apenas o bravo Veterano Tenente Coronel Ignacy Felczak ainda hoje ostenta orgulhosamente as medalhas e a boina, honrando o Dia do Soldado Polonês, recordando o Milagre do Vistula.

A memória de lutas da nação polonesa permanece viva no mundo inteiro, onde existir um Soldado Polonês, este dia será lembrado, recordando o Milagre do Vistula, e os acordes do belo Hino Nacional polonês neste dia de recordação –  Jeszcze Polska nie zginęła  –  A Polônia não pereceu.

Fotos - Dia do Sd PL em 2019
Monumento Nacional dos Mortos da II Guerra Mundial – RIO
Inauguração da Placa do Centenario do Milagre do Vistula em Varsovia

Texto: Israel Blajberg


COMPARTILHE ESSE ARTIGO!

Facebook Twitter Email Plusone



VEJA ALGUNS ARTIGOS QUE POSSAM LHE INTERESSAR!

Deixar um comentário

Weboy