Confira on line o documentário “Crônica de Guerra: Sgt Oliveira”

O documentário “Crônica de Guerra” está online.

O filme está em regime de Creative Commons, então pode ser divulgado e reproduzido à vontade, desde que se atribua a origem.

“…Enviado para a 2ª Guerra Mundial, o então Sargento Oliveira embarcou para o Teatro de Operações da Itália, integrando o 11º Regimento de Infantaria. Duas vezes ferido em combate, condecorado com a maior honraria da FEB, a Cruz de Combate 1ª Classe, ele esteve nos principais confrontos em que o Brasil se engajou contra a Alemanha e os últimos fascistas: Montese, Collecchio, Castelnuovo, Fornovo, dentre outras batalhas menos conhecidas.

Neste documentário, fruto da comparação entre a história oral e pesquisa documental, o ex-combatente impressiona com a riqueza de detalhes, ao relembrar eventos que ocorreram há mais de 60 anos. Da captura de um mapa com as posições da artilharia alemã, aos disparos de metralhadora .50 contra um ataque nazista, tudo é revivido com imagens e relatos impactantes. Pela quantidade de situações de perigo por que passou, ter sobrevivido já foi, em si, um milagre, como ele mesmo afirma.

Se há uma palavra que possa definir Antônio de Oliveira, esta é “herói”. Mas parece que os verdadeiros heróis, como ele, sempre negam esse adjetivo…

O vídeo está em regime de Creative Commons, então pode ficar tranquilo em divulgar e difundir.

Espero que tenha uma boa repercussão, pois está é uma história que merece ser contada!

Confira as atualizações anteriores sobre o documentário:

Crônica de Guerra: Sgt Oliveira (Trailer)

Crônica de Guerra: Sgt Oliveira – Trailer 2

Produtora – Casamata

Com mais de 10 anos de experiências audiovisuais, três jovens cineastas independentes resolveram se profissionalizar e fundar a Casamata.

Contando com ideias e habilidades desenvolvidas em diferentes áreas de formação, estes amigos usam sua criatividade para dar vida às imagens e imaginar a vida por diferentes ângulos. Produzimos vídeos não apenas por gosto; é uma vocação!

Colaborador: Carlos E A B Matos tamacavi@yahoo.com.br


COMPARTILHE ESSE ARTIGO!

Facebook Twitter Email Plusone



VEJA ALGUNS ARTIGOS QUE POSSAM LHE INTERESSAR!

6 comentários

  1. eu acho que ali tem um campo minado chama o anti minas ,ai o anti minas chegou e respondeu e o senhor tem razao o campo esta todo minado como e que o senhor sabia?foi a minha fe que me avisou :)

  2. Mario Viana da Silva Botelho. /

    Muito linda e impressionantemente o relato da experiência real e heroica do Sargento Oliveira, sendo feridos duas vezes em combate, ainda sim não desistiu da luta e mostrar o valor moral e garra no combate a frente das poderosas forças alemães homens como esses e tantos outros da FEB, É que merecidamente deveriam ter seus nomes em nossas ruas, escolas, praças e outros Órgãos, sendo uma forma dos mesmos apos suas mortes eles se manterem em nossas lembranças e para os nossos filhos dar continuidade ao segmentos de uma história tão linda e sofrida por esse verdadeiros Brasileiros que integraram a FEB do Brasil.
    Forte abraço.
    Botelho. 2ºSgt Inf Res.
    Pres. SSARESFA/PE. Ass. dos Amigos Reservistas das Forças Armadas.
    BRASIL NÓS SOMOS A PÁTRIA.
    email sgtbotelhopresidenteasaresfa@gmail.com

  3. Iignez Rodrigueus Gil /

    Excelente trabalho. Vou fazer 80 anos e, por falta de
    divulgação, pouco sei da participação do Brasil na guerra. Em compensação, filmes americanos reais, fictícios vi aos montes.

  4. Que memoria extraordinaria.
    fiquei muito feliz de ouvir este relato do sargento oliveira.
    meu pai Guilhermino. tambem conta estas historias , pois ele tambem é um heroi da FEB..
    como estes homens sofreram para defender a nossa patria!!!!.
    hoje esquecidos.
    como eu gostaria de ver algum relato de meu pai registrado.

  5. Andre Allan /

    Parabéns pelo documentário. Certamente se meu pai, Sargento Voimir Rzatki, estivesse vivo, estaria vendo esse filme e dando os parabéns por manterem viva a memória do nosso povo, que heroicamente foram ajudar a manter o mundo livre desse horror nazista.É pena que nos livros história brasileira não é nem mesmo citado a participação do Brasil nas Grandes Guerras Mundiais.

  6. joel pedro silva junior /

    tocante, uma historia para ser contada a todas as geracoes!!

Deixar um comentário

Weboy