Confira o roteiro dos brasileiros que refarão caminhos da II Guerra na Itália

Helton Costa

Jornalista (DRT/MS145); Pesquisador e autor do livro “Confissões do Front: soldados do Mato Grosso do Sul na II Guerra Mundial”.

Saiu a programação oficial da Coluna Brasileira da Vitória 2015 no norte da Itália. O “Comunicado nº04” traz todo o itinerário que será percorrido entre os dias 20 e 28 de abril por aproximadamente 30 proprietários de veículos militares e participantes do evento que comemorará os 70 anos de final da II Guerra Mundial e participação do Brasil no conflito.

No dia 20, as comemorações acontecerão em Roma, na Embaixada Brasileira, que fica na “Piazza Navona”, ponto famoso da capital. Ali haverá exposição temática de Giovanni Sulla, italiano que luta pela preservação da memória da FEB dentro do próprio país. De Roma o deslocamento será feito para Camaiore, uma das primeiras cidades libertadas das mãos dos alemães e fascistas pela Força Expedicionária Brasileira – FEB.

Já em 21, a saída é da própria Camaiore para Pistóia, passando por Massarosa, Lucca, Marginetta Staffoli e Montecatini Terme. No dia 22, os brasileiros sairão de Pistóia (local onde foi cemitério brasileiro na II Guerra) para Montese, onde ocorreu a batalha mais sangrenta na campanha da FEB contra os nazi-fascistas. No caminho passarão por Porreta Terme (onde era o Quartel General) e por Gaggio Montano.

Em 23 serão percorridas as localidades de Labante/Castelnuovo, Precária/Boscaccio, Santa Maria Villiana, Bombiana, Monte Castello e Ronchidoso (via Guanella). Depois o comboio volta para Montese, onde se preparará para no dia seguinte, 24, se encaminhar até Iola di Montese e para escolas da região.

Quando o calendário marcar 25 de abril, feriado na Itália como o “Dia da Libertação”, a Coluna passará por Maserno, Sassuolo, Cavirago e chegará a Parma. Em 26, os participantes seguirão por Parma, Fontanellato e se encontrarão em Collecchio, onde 15 mil alemães e fascistas se renderam após serem cercados por tropas brasileiras.

No penúltimo dia, 27 de abril, o caminho será feito por Pontescodogna, Fornovo di Taro e Neviano De’Rossi. Em 28, o destino final é Piacenza, onde o evento será encerrado. O itinerário na íntegra pode ser lido em http://goo.gl/7vDhlf.

Coluna da Brasileira da Vitória

É como está sendo conhecido o grupo de colecionadores e proprietários de veículos militares do Brasil que se unirá com outros aficionados pelo tema de toda a Europa de 20 a 28 de abril deste ano. A Coluna Brasileira da Vitória está dentro das comemorações da “Colonna della Libertà” (Coluna da Liberdade), evento italiano que ocorre anualmente em lembrança das batalhas das tropas aliadas e da Resistência contra tropas nazi-fascistas para libertação do país, porém, segue itinerário próprio, se encontrando com a Colonna somente em 25 de abril.

Sobre a FEB

A FEB foi o contingente do Exército brasileiro formado por 25 mil soldados, que lutou entre 1944-45 no front do norte da Itália. Durante sua ação, a FEB fez 20.573 prisioneiros, teve 457 mortos (13 oficiais e 444 praças), sofreu 35 prisioneiros, 1.577 feridos em combate, 487 acidentados em ação de combate e 658 acidentados fora das linhas de combate.

A Força Aérea brasileira também deu sua contribuição para a libertação da Itália. Foram 42 pilotos e aproximadamente 400 homens de apoio. Cumpriram dezenas de missões nos céus europeus. No front interno, no Brasil, auxiliaram no patrulhamento de comboios e do litoral. A mesma importância teve a Marinha.

Todos os Comunicados relativos ao evento (alguns com tradução) estão disponíveis em http://goo.gl/QqQLbK .

foto1

Monumento em Monte Castelo será um dos locais visitados pela Coluna

foto_dois

Staffoli ainda preserva um altar feito pelos febianos católicos

foto3

Antigo cemitério militar brasileiro hoje é um monumento que homenageia a FEB.


COMPARTILHE ESSE ARTIGO!

Facebook Twitter Email Plusone



VEJA ALGUNS ARTIGOS QUE POSSAM LHE INTERESSAR!

5 comentários

  1. Paulo Paiva /

    Caro Derek

    Bela homenagem aos nossos pracinhas. Pena que Brasília não se interesse por isso. Aliás, se fosse para reverenciar Cuba, Venezuela, Bolívia, a corja palaciana estaria em peso lá.
    Honra e glória à FEB!
    (Sou autor do livro “Pistóia, Quara 28″, sobre jovens soldados da FEB. Ele está a disposição através do e-mail paivap50@gmail.com
    Um abraço
    Paulo

  2. eliane pinheiro reis /

    Prezado Helton, deixei uma mensagem para você no Facebook. Preciso encontrar o filho italiano de meu irmão, que foi pracinha brasileiro na Itália, participando da tomada de Monte Castelo. Gostaria de ter sua ajuda no sentido de me orientar nessa busca. Agradeço antecipadamente sua atenção.
    eliane

  3. Eriberto Kotelak /

    Prezados, gostaria de saber quem são as pessoas que vão nesta caminhada a Itália, e os custos por pessoa. Eu tenho interesse.

  4. cyro britto /

    Preazdo SR.esta caminhada na Italia ,havera outra??e qdo?? se nao como posso saber,pois meu avo foi pracinha
    grao\to
    cyro britto

  5. Sílvia Eleutério /

    Soube que há uma festa do povo da região de Montese ou Monte Castelo (não sei exatamente) em homenagem aos Pracinhas. Penso em ir à Itália para assistir à festa. Gostaria de saber, caso tenham essa inforamação, quando é. Cordialmente, Sílvia

Deixar um comentário

Free WordPress Theme