Coluna da Vitória 2014 é um sucesso!

Nos últimos dia 21,22 e 23 várias associações de preservadores de veículos antigos promoveram um encontro histórico em homenagem ao 70º aniversário do embarque do grosso da tropa que compunha a FEB – Força Expedicionária Brasileira. O objetivo do encontro foi resgatar este importante marco histórico do nosso país e homenagear aqueles jovens, hoje nonagenários, que em nome de toda a nação ultrajada, saíram da segurança dos seus lares sem saber para onde iam, sem saber se algum dia voltariam à sua pátria e pegaram em armas para responder ao inimigo agressor que torpedeava navios brasileiros vitimando mais de mil compatriotas.

Quatrocentos sessenta e sete deles jamais voltariam. Outros dois mil e setecentos seriam feridos ou ficariam mutilados para o resto de suas vidas. A tropa brasileira era composta por soldados recrutados em todos os estados da federação. Lutaram com coragem e valor até o final da Segunda Guerra Mundial. O esforço de toda a nação brasileira, materializado na FEB, contribuiu para a vitória aliada contra o nazi-fascimo, para o estabelecimento da paz mundial e para o nascimento e fortalecimento da democracia em nosso país. De volta à pátria foram recebidos com júbilo, mas infelizmente poucos anos depois caíram no esquecimento da população.

Então, no último fim de semana, entidades de cunho apolítico e estritamente preservacionista vindas do seio da sociedade civil, tomaram a iniciativa de realizar a primeira edição da COLUNA DA VITÓRIA. Eles refizeram o caminho que os “PRACINHAS” percorreram até chegarem ao Rio de Janeiro lembrando a participação dos três Regimentos Expedicionários: 1º RI – Regimento Sampaio, 6º RI – Regimento Ipiranga e 11º RI – Regimento Tiradentes.

Foram aproximadamente 100 viaturas militares históricas da ABPVM e 200 integrantes do GHFEB que devidamente fardados, homenagearam os veteranos da FEB proporcionando ao público em geral uma visão expositiva, e não impositiva, dos fatos marcantes da história do Brasil no que dizem respeito à Força Expedicionária Brasileira, à moto-mecanização militar e dos efeitos destas em nosso cotidiano. Para concluir, dois braços independentes se encontraram na cidade de Petrópolis formando uma única Coluna que partiu em direção ao Rio de Janeiro.

.

Texto:  Marcos Moretzsohn Renault Coelho (Presidente ABPVM ), Paulo Pinoti (Presidente APVMA) e Prof. Esp. Derek Destito Vertino

Foto: Adolfo Paiva, Fatima Inhan, Imperial Jeep Club, Museu da FEB BH, Marcos Marcella Amanda Brandi e Jornal O Estado de MG


COMPARTILHE ESSE ARTIGO!

Facebook Twitter Email Plusone



VEJA ALGUNS ARTIGOS QUE POSSAM LHE INTERESSAR!

1 comentário

  1. Flavio Rossi /

    Lastimo por não estar no Rio de Janeiro naquela data para presenciar o evento. Foi divulgado?

Deixar um comentário

WordPress Blog