APVMA presente no 68º aniversário da Batalha de Fornovo

Nos dia 26 e 27 Abril a APVMA esteve presente em Caçapava no quartel do 6ºBIL Regimento Ipiranda para as comemorações do 68º aniversário da Batalha de Fornovo di Taro, com os veículos militares antigos. A presença dos veículos militares antigos marcou o inicio das cerimônias no dia 27 de abril à noite, quando doze veículos conduziram os veteranos da Força Expedicionária Brasileira da Estação de Trem de Caçapava até o quartel do 6ºBIL, percurso tradicionalmente feito a pé pelos veteranos, porem devido à idade avançada de alguns o trajeto neste ano foi motorizado.

Na reencenação da Batalha de Fornovo di Taro realizada pelo 6ºBIL na noite do dia 27 teve com a participação do carro de combate Stuart M3, que efetuou disparos simulados de seu canhão e foi armado com uma metralhadora para participar da simulação da batalha.

Na formatura de comemoração da rendição da 148º Divisão de Infantaria do Exercito Alemão no dia 28 de Abril, com a participação do Grupo de Reencenação Histórica Dogs of War, foi feita na presença do comandante Militar do Sudeste General de Exercito Adhemar da Costa Machado Filho, comandante da 12º Brigada Aero móvel General de Brigada William Georges Felippe Abrahão e o comandante da Brigada Pára-quedista General de Brigada Roberto Escoto, a reencenação da rendição do general comandante de unidade alemã que se rendeu ao 6ºRI em 1945.

Créditos: Paulo Pinotti


COMPARTILHE ESSE ARTIGO!

Facebook Twitter Email Plusone



VEJA ALGUNS ARTIGOS QUE POSSAM LHE INTERESSAR!

2 comentários

  1. Eliezer Simões Coimbra /

    “Conspira contra a própria grandeza a nação que não cultiva seus feitos heróicos”.
    Frase preferida pelo meu pai Tibúrcio Simões Coimbra, ex-combatente da 2ª guerra. Era de infantaria, e quando a guerra terminou estava com 6(seis) estilhaços de granada no corpo mas conseguiu vencer.
    Parabéns. Não deixem ficar no esquecimento nossos feitos heróicos pois servem de estímulos para novas conquistas.

  2. Walteli /

    É lamentável que não se ensina mais nas escolas os feitos alcançados pelos nossos PRACINHAS.
    Tive a oportunidade de presenciar as comemorações que ocorrem na Itália e pude ver o quanto eles (Italianos) nos são gratos pelo que fizemos.
    Deixo meu mais sincero agradecimento aos que deixaram em solo Italiano uma bela história de superação e de coragem, e que, pelo que pude perceber, se depender dos Italianos, jamais serão esquecidos.
    Na memória dos Italianos, a COBRA jamais deixou de fumar.

Deixar um comentário

Free WordPress Themes